Cidades

MPPI recomenda paralisação de obras na Catedral de Picos

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) recomendou ao bispo da Diocese de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, que proceda a paralisação […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 24/04/2019, 19:34

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) recomendou ao bispo da Diocese de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, que proceda a paralisação de toda e qualquer obra que estiver realizando na Igreja Nossa Senhora dos Remédios no município.

De acordo com o documento, há necessidade de interromper qualquer obra ou serviço na igreja da catedral Nossa Senhora dos Remédios até que sejam adotadas providências cabíveis de modo a preservar a identidade cultural da igreja.

A obra só poderá ter continuidade desde que não apresente riscos à originalidade arquitetônica da igreja. A recomendação solicita que essa paralisação ocorra no prazo de 24 horas, a contar do momento da publicação. “Esgotado o prazo mencionado acima, o destinatário deverá informar a esta Promotoria de Justiça acerca do cumprimento desta Recomendação”, destacou o MPPI.

Na decisão, a Promotora de Justiça de Fronteiras, Karina Araruna Xavier, ressaltou que se faz “impositivo constar que a presente recomendação não esgota a atuação do Ministério Público do Estado do Piauí sobre o tema, não excluindo futuras recomendações ou outras iniciativas com relação aos agentes supramencionados”.

O caso envolvendo a retirada do piso da catedral de Picos gerou polêmica nesta semana, quando chegou ao conhecimento do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). Os representantes do CAU iniciaram uma fiscalização no local e acionaram o MPPI. O presidente do CAU, Wellington Camarço, disse que o piso é de ladrilho hidráulico e possui um valor histórico. E os vitrais da igreja também estavam sendo retirados.

Por Luciano Coelho

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM