Economia

Farmácia do Povo tem dificuldade em repor estoque de medicamentos especiais

Os medicamentos são de alto custo. Tem remédio para artrose que uma ampola custa R$ 18 mil

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 01/09/2021, 12:05

A diretora geral da Assistência Farmacêutica, Wanda Avelino, em entrevista à Teresina FM 91,9, disse que a Farmácia do Povo está tentando regularizar o fornecimento de medicamentos de uso continuo para os pacientes. Wanda Avelino falou das dificuldades burocráticas e financeiras para manter o estoque.

Segundo a diretora, são 500 pacientes que são atendidos com medicamentos excepcionais. São 210 medicamentos que são distribuídos para várias patologias como transplantados, doentes renais crônicos, diabéticos, dentre outros.

A diretora da Farmácia Popular, Wanda Avelino, esteve no estúdio da THE FM 91,9

Wanda Avelino reconheceu a falta de medicamentos, mas que esses remédios podem ser substituídos por outros, de linhas alternativas. Ela disse que tem 11 medicamentos alternativos para pacientes renais e cerca de 19 para diabéticos que podem ser usados como substitutos.

A diretora frisou que esses medicamentos têm alto custo. Tem medicamento para artrose que uma ampola custa R$ 18 mil. Um tratamento de um ano para um paciente com Atrofia Muscular Espinhal (AME), que é uma doença rara, degenerativa, custou R$ 750 mil. Dois pacientes custaram R$ 1,5 milhão. ”É um custo elevado, existem dificuldades para as compras e nas licitações que tem  diversos problemas. Nesse período de pandemia sofremos muito com a falta de fornecedores”, acrescentou.

Wanda Avelino disse que até outubro vão repor estoque de remédios especiais

Além das dificuldades para licitar e para comprar, tem as medidas judiciais que chegam sempre cobrando a prioridade para alguns pacientes. Este ano já foram mais de R$ 5 milhões nessas medidas que terminam comprometendo o caixa da Saúde. A notícia boa é que têm três licitações em andamento para repor o estoque de pelo menos 60 remédios na farmácia popular até outubro.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM