Economia

IPMT garante que aposentados e pensionistas não serão afetados pelo déficit previdenciário

Presidente do instituto garante que equipe técnica está elaborando um plano de contenção das dívidas

Publicado por: Eric Souza 07/10/2021, 12:24

O Instituto de Previdência do Município de Teresina (IPMT) é responsável pelo pagamento dos fundos previdenciário, para aposentados e pensionistas da Prefeitura, e de assistência ao servidor, que financia atendimento médico aos mesmos funcionários. Entretanto, recente levantamento realizado pela entidade revelou que o fundo acumula um déficit de R$ 5,8 milhões.

Em entrevista ao JT1 da Teresina FM, concedida nesta quinta-feira (7), o presidente do IPMT, Kennedy Glauber, reconheceu a dificuldade do desafio de cobrir as despesas sem o aporte econômico necessário. “Ainda assim, elaboramos um plano financeiro para enfrentar o déficit atuarial a fim de que nenhum pensionista que recebe em dia seja afetado”, garantiu.

Instituto reafirma compromisso com o patrimônio dos servidores municipais (Foto: Teresina FM)

Glauber teceu críticas às gestões anteriores, as quais teriam interrompido o pagamento integral da contribuição patronal, própria da Prefeitura, desde outubro de 2019. No período, o IPMT deixou de receber a quantia de R$ 152 milhões. Também informou que auditorias internas estão sendo realizadas com o intuito de determinar as causas e o tamanho exato do rombo na previdência do município.

Indagado a respeito da quantia não paga pela gestão municipal, o presidente especulou que um provável destino tenha sido a pasta da Saúde, em meio aos esforços para conter a pandemia de Covid-19. Reafirmou que, mesmo com a subtração, os servidores não correm risco de ficarem desamparados, uma vez que o objetivo primário do IPMT é proteger o patrimônio dos funcionários.

Quanto ao Plano de Saúde Especial dos Servidores (Plante), o gestor detalhou a crise atual: enquanto a arrecadação por pessoa gira em torno de R$ 70,00 e R$ 75,00, os valores investidos pelo instituto custam em média R$ 140,00, o dobro das quantias recebidas. Por essa razão, Glauber confirmou que haverá reajuste no plano de saúde dos servidores, tendo o último sido feito há três anos.

Embora tenha justificado a medida devido ao disparo no preço dos insumos de saúde em virtude da crise econômica, o presidente ressaltou que o IPMT buscará a melhor solução possível para o impasse. “O instituto está de portas abertas para os servidores, que podem e devem sugerir melhorias diante do cenário atual”, finalizou.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM