Economia

Piauí registra 2º gás de cozinha mais caro do Nordeste; preço máximo chega a R$ 130

Pesquisa realizada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) vistoriou 32 postos de combustíveis em quatro municípios

Publicado por: Eric Souza 23/05/2022, 07:33

O Piauí tem o segundo gás de cozinha mais caro do Nordeste, segundo levantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entre 15 e 21 de maio.

De acordo com o relatório do órgão, o preço mínimo do produto chega a R$ 114,99, enquanto o máximo alcança R$ 130,00. Apenas o Rio Grande do Norte supera o Piauí, com valor máximo de R$ 139,00.

Preços mínimos e máximos do GLP na região Nordeste (Foto: Divulgação/ANP)

Dentre os municípios piauienses, Teresina, Parnaíba e Piripiri registram o preço máximo de R$ 130,00. Na capital do estado, porém, se encontra o custo mais barato: R$ 114,99. Nas outras cidades, os valores variam entre R$ 120,00 e R$ 128,00.

Para produzir o levantamento, a ANP fiscalizou 32 postos de combustíveis (27 em Teresina e dois em cada município restante). Houve ainda cinco estabelecimentos, em Teresina e Altos, autuados pelo órgão.

Algumas das irregularidades encontradas incluem a falta de medida padrão de 20 L aferida e certificada pelo Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro), ausência de termodensímetro em bomba medidora de etanol hidratado e ausência de instrumentos de análise de combustíveis.

Preços mínimos e máximos do GLP nos municípios do Piauí (Foto: Divulgação/ANP)

Os locais autuados estão sujeitos a multas que podem variar de R$ 5 mil a R$ 5 milhões. As sanções são aplicadas somente após processo administrativo.

A nível nacional, o gás de cozinha mais caro foi registrado nos postos do Mato Grosso e de Santa Catarina, a R$ 160,00. Já o mais barato está presente em estabelecimentos do Rio de Janeiro, a R$ 88,00.

Matéria relacionada:

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM