Economia

Eletrobras é privatizada após processo de capitalização; preço da ação fica em R$ 42

Valor total da empresa estatal, vendida nesta quinta-feira (9), é de R$ 68 bilhões

Publicado por: Eric Souza 10/06/2022, 10:15

A Eletrobras finalizou o processo de capitalização nesta quinta-feira (9) e passou de uma empresa estatal para privatizada. O preço por ação foi fixado em R$ 42, após cinco dias de reserva de cotas para investidores. A negociação das ações acontecerá a partir de segunda-feira (13), na B3.

Fachada da sede da Eletrobras no Rio de Janeiro (Foto: Agência Brasil)

A companhia vendeu R$ 68 bilhões em ações, valor acima da oferta. A reserva de ações com recursos do FGTS atingiu cerca de R$ 9 bilhões, valor maior que o teto previsto para o grupo, que era de R$ 6 bilhões. Haverá um rateio entre os compradores e interessados com ordens inferiores ao valor estabelecido deverão aumentar a oferta para garantirem sua cota.

Inicialmente, o governo ofereceu cerca de R$ 35 bilhões em ações ao mercado. A oferta primária foi de 627,6 milhões de ações, acrescida de mais um lote de 104,6 milhões. Com o número vendido, o governo conseguiu garantir pelo menos R$ 29,2 bilhões junto ao mercado.

Até essa quarta-feira (8), a demanda por investimentos na empresa já superava a marca de R$ 55 bilhões, valor que aumentou com a adesão de investidores institucionais.

Os bancos que lideraram as ofertas foram: BTG Pactual, Bank of America, Goldman Sachs, Itaú BBA, XP, Bradesco BBI, Caixa Econômica Federal, Citi, Credit Suisse, JPMorgan, Morgan Stanley e Safra.

Companhia vendeu R$ 68 bilhões em ações (Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil)

O preço da ação teria ficado dentro do estabelecido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para garantir a privatização, e fechou com uma alta de 2% na cotação na quinta-feira.

Com a operação, a Eletrobras se tornou a primeira estatal a ser privatizada pela gestão de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes. Até então, o governo conseguiu passar para a iniciativa privada apenas empresas subsidiárias, ou seja, aquelas que estão sob guarda-chuva de uma estatal.

Fonte: Metrópoles

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM