Esporte

Neymar sai ileso de críticas por revés do PSG e vê Mbappé ser eleito vilão

Neymar teve atuação destacada por resistir a um problema no braço esquerdo e se esforçar para tirar o PSG da pressão sofrida em boa parte do jogo

Publicado por: Lilian Oliveira 29/04/2021, 13:25

Foi algo perto de unanimidade na mídia francesa a avaliação de que Kylian Mbappé foi o pior jogador em campo na derrota de ontem (28) do Paris Saint-Germain para o Manchester City, no Parque dos Príncipes, na partida de ida da semifinal da Liga dos Campeões. O atacante francês recebeu diversas críticas por “sumir” em campo, principalmente, no segundo tempo.

Já Neymar teve atuação destacada por resistir a um problema no braço esquerdo e se esforçar para tirar o PSG da pressão sofrida em boa parte do jogo. O tom usado pela mídia francesa com Mbappé foi ainda mais duro do que o visto na avaliação do volante Gueye, expulso aos 30 minutos do segundo tempo. O jornal L’Équipe foi taxativo ao dar ao camisa 7 a nota 3 e o colocar como o pior em campo: “Mbappé fantasmagórico”, foi o título de uma reportagem crítica sobre o jogador.

Foto: Reuters

Já a avaliação do jornal Le Parisien também foi de nota 3 a Mbappé: “Uma ressalva feita em jogada de cruzamento rasteiro para um quase gol de Verratti. Foi o pior jogo de Mbappé em toda sua história na Liga dos Campeões”, definiu a reportagem. De fato, Mbappé pouco apareceu em campo. O jogador recebeu apenas 18 passes e não realizou nenhuma finalização. Nenhum dos jogadores de linha que estiveram em campo tocou menos na bola que o atacante francês. Para se ter ideia, Zinchenko, mesmo entrando aos 15 minutos do segundo tempo, superou o número de bolas recebidas, com 22 no total.

“Eu lembro, ao menos, do esforço defensivo do Mbappé contra o Bayern de Munique. Hoje [ontem], ele não apresentou nada destacável”, disse o ex-jogador francês Jérôme Rothen, em comentário na transmissão da partida pela emissora de televisão francesa RMC. Na contramão de Mbappé, Neymar teve performance destacada pela mídia francesa mesmo sem gol ou assistência. Nas estatísticas, ele recebeu 45 vezes a bola, realizou três dribles e uma finalização. “O brasileiro correu como jamais foi visto. Todo o jogo ofensivo do PSG passou pelos seus pés, mas sem a influência esperada em jogadas capitais”, definiu o Le Parisien, que deu nota 5.5 para Neymar.

“Mesmo quando o PSG teve um jogador a menos, Neymar parecia ser o único empenhado em fazer o time empatar. Foi participativo, embora longe de ser decisivo”, destacou o L’Équipe, dando nota 6 ao brasileiro. Na mídia francesa, o jogador mais elogiado do PSG foi o brasileiro Marquinhos. O autor do gol do time teve boa atuação defensiva, sem nenhuma responsabilidade nos gols sofridos.

O jogador entrou para a história da competição ao se tornar o primeiro defensor a marcar nas fases quartas de final (contra Atalanta e Bayern de Munique) e semifinal (diante do Leipzig e Manchester City), em duas edições seguidas. “Não pode ser esquecido que Marquinhos retornou após três semanas parado por lesão na coxa. Foi seguro e decisivo como em outras ocasiões”, definiu Le Parisien, com nota 6.5 ao defensor brasileiro.

 

Fonte: UOL Esportes

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM