Esporte

Beatriz Ferreira conquista o ouro no Campeonato Mundial Militar de Boxe

Brasileira derrota venezuelana e leva o título no primeiro evento após a prata nas Olimpíadas

Publicado por: Eric Souza 25/09/2021, 12:18

A brasileira Beatriz Ferreira conquistou, neste sábado, o título do Campeonato Mundial Militar de Boxe, em Moscou, na Rússia. Na decisão da categoria até 60kg, ela derrotou a venezuelana Krisandi Ojeda por unanimidade dos árbitros.

A edição do mundial na Rússia conta com alguns dos principais nomes da modalidade. O pré-requisito para competir é fazer parte das forças armadas de cada país, e Beatriz é sargento da Marinha.

Boxeadora conquista o ouro militar na categoria até 60kg (Foto: CISM Boxing)

Com trinta segundos de luta, a venezuelana já caiu no chão após uma sequência de golpes da brasileira. Foi mais um tropeço do que uma queda pela força dos socos da brasileira, mas já mostrava ali que Beatriz dominaria as ações do combate. No segundo round, a tônica seguiu a mesma, com Bia jogando a rival contra as cordas e claramente vencendo o assalto.

No início do último round, Beatriz fez uma sequência de golpes em que a árbitra abriu contagem para a venezuelana, embora ela não tenha caído no chão. A rival até conseguiu bons socos, mas Bia comandou bem a luta no fim para garantir o título.

Desde 2017, a brasileira já disputou quase 30 competições. E, entre todas, só não foi ao pódio em uma: o Campeonato Mundial de 2018, quando foi eliminada nas oitavas de final. No período, por exemplo, foi campeã mundial em 2019, ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, além da já citada prata nas Olimpíadas.

Foram três lutas até chegar à final: na primeira rodada, passou por Aizhan Khojabekova, do Cazaquistão, depois derrotou a russa Nune Asatrian, em uma luta polêmica. Assim que acabou o combate, os árbitros deram vitória para a russa, mas claramente Bia tinha sido melhor. A comissão brasileira entrou com recurso e os juízes inverteram o resultado.

Na semifinal, a adversária superada foi a uzbeque Raykhona Kodirova. Ambas haviam duelado nas quartas de final das Olimpíadas de Tóquio, com vitória de Bia por decisão unânime.

Fonte: GE

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM