Geral

Advogado denuncia construtoras por atraso em obra

A vitima denunciou o caso ao Procon, que está tentando uma solução para o atraso

Publicado por: Lilian Oliveira 23/02/2021, 18:20

A Rádio Teresina FM está apresentando a Série, “O Direito de ter um Lar, o Sonho e a Frustração”, que trata sobre os empreendimentos que não estão sendo entregues dentro do prazo estabelecido em contrato. Durante quinze dias a nossa equipe de reportagem conversou com clientes, representantes  de construtoras e de órgãos de fiscalização.

No primeiro episódio, o jornalista Felipe Reis entrevistou o advogado Luís Carlos Sá, que comprou há dez anos um apartamento por R$ 180 mil reais e ainda não recebeu o imóvel.

“Eu ia me casar. O sonho meu e da minha noiva era  ter o nosso apartamento. Paguei durante anos parcelas em dia, na esperança de ter o apartamento, mas nunca recebi. Hoje, moro com a minha mãe e espero que esse problema tenha uma solução”, desabafou o advogado. 

Luís Carlos denunciou o caso ao Procon, que está tentando uma solução para o atraso.

O advogado começou com uma construtora, que não concluiu a obra. Outra assumiu e também não terminou. O caso está na justiça.

A representante da primeira construtora afirma que não há irregularidades e que a obra foi passada para outra empresa dar sequência.

O presidente do Conselho Regional de Corretores de imóveis do Piauí (Creci-Pi), Pedro Nogueira, disse que os clientes precisam checar o perfil  de cada construtora junto aos  órgãos  de  fiscalização e  fez referência  a importância  do  documento  de Registro de Incorporação para evitar transtornos.

Pedro Nogueira, Presidente do Creci-Piauí (Foto: Divulgação)

“Temos muitas empresas boas. Existem no Piauí pelo  menos  cinco construtoras que estão com obras em atraso por vários motivos. Cada cliente, antes de assinar um contrato, precisa checar se a empresa que o procurou tem o Registro de Incorporação. O perfil das construtoras precisam ser analisados no mercado imobiliário”, disse Pedro Nogueira.

A série começou na segunda-feira (22) e vai até sexta-feira (26).

 

Por Felipe Reis 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM