Geral

Vacinação de puérperas e gestantes com AstraZeneca está suspensa

A orientação de suspensão veio do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI)

Publicado por: Lilian Oliveira 12/05/2021, 16:58

A Secretária de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) informou nesta quarta-feira (12) que a imunização contra a covid-19 de gestantes e puérperas com comorbidades através da vacina AstraZeneca/Oxford será interrompida. A orientação de suspensão veio do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI).

De acordo com a Sesapi, a vacinação deste grupo deverá ser feita com a aplicação dos imunizantes Coronavac e Pfizer, porém, apenas com indicação médica. Para receber a dose a gestante ou puérpera deverá comprovar sua comorbidade através de exames e laudo médico.

Foto: Sesapi

As grávidas que já receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca/Oxford devem aguardar nota técnica do Ministério da Saúde com mais informações sobre o assunto. 

A Sesapi informou que “a suspensão da vacinação, em todo o Brasil, de mulheres gestantes e puérperas ocorre como precaução em meio à investigação de um óbito por Acidente Vascular Cerebral (AVC) de uma gestante de 35 anos que recebeu a vacina no Rio de Janeiro. A relação do óbito com a vacina não foi comprovada”.

O secretario de estado da saúde, Florentino Neto, afirmou que esse foi um caso isolado e que a vacinação é segura e necessária para vencer o coronavírus.

 

Matéria relacionada: Sesapi orienta vacinação de gestantes com AstraZeneca apenas com liberação médica, até definição do Ministério da Saúde

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM