Propaganda do Governo do Estado do Piauí

Geral

Wellington Dias envia pedido de ajuda ao governo federal devido às fortes chuvas no Piauí

Decreto publicado pelo governador nesta terça-feira (4) estabelece situação de emergência no estado

Publicado por: Lilian Oliveira 04/01/2022, 08:07

Matéria de Wanderson Camêlo e Lilian Oliveira

Devido ao cenário preocupante causado pelas chuvas intensas que caem no estado, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), preparou um decreto de calamidade pública, válido pelo prazo máximo de 90 dias. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (4); confira na íntegra clicando aqui.

Conforme o texto, todos os órgãos estaduais serão mobilizados para atuarem sob a coordenação da Defesa Civil nas ações de resposta ao desastre; voluntários serão convocados para o mesmo fim. As ações relacionadas à situação de emergência terão prioridade, bem como o governo poderá contratar serviços e bens de forma direta, sem necessidade de licitação, para atender às demandas.

Wellington anunciou ainda na segunda (3), através de suas redes sociais, a decisão. De acordo com o gestor estadual, o objetivo é garantir as condições de socorro às pessoas que precisam.

“A situação das chuvas tem colocado muitos piauienses em risco, por isso autorizei decreto de calamidade pública. Nossa prioridade agora é ajudar aos amigos e amigas que mais precisam nesse momento”, escreveu Dias via Instagram.

O decreto de calamidade é uma espécie de pedido de ajuda ao governo federal. Caso reconheça a situação, o Executivo nacional vai definir quais medidas de apoio ao Estado serão tomadas e quanto será gasto nas ações.

O cenário requer bastante cuidado já que a previsão é de mais chuvas intensas para os próximos dias. O índice pluviométrico acentuado já causou o rompimento de uma via entre Uruçuí e Ribeiro Gonçalves, no Sul do estado. Na mesma região, só que em Fronteiras, um açude transbordou, fazendo com que parte da parede do reservatório fosse destruída.

Via alagada devido à cheia do rio em Floriano (Foto: Divulgação/Prefeitura de Floriano)

Em Floriano, também na região sul, o número elevado de precipitações fez o Rio Parnaíba transbordar, inundando vários pontos da cidade, como a avenida Esmaragdo Freitas, no bairro São Cristóvão.

De acordo com a CPRM, a cota de inundação do Rio Parnaíba em Floriano é definida em 8,98 m. Depois das 14h desta segunda, por meio de nota técnica, o órgão alertou que esse nível estava perto de ser extrapolado: restavam apenas 36 cm. O município registrou chuva forte na manhã de ontem.

Teresina 

O prefeito Dr. Pessoa (MDB) assinou no último domingo (2) decreto que estabelece situação de emergência em Teresina, pelo prazo máximo de 180 dias, devido às fortes chuvas e alagamentos registrados na cidade durante o final de semana.

A decisão foi adotada após reunião com secretários municipais e visita pessoal do gestor ao bairro Mafrense, zona Norte de Teresina, onde agentes da pasta de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizam cadastro de famílias sem moradia ou em situação de risco.

Reunião entre prefeito e secretários define detalhes do decreto (Foto: Lucas Dias/Semcom)

De acordo com o documento, a Prefeitura autoriza a mobilização dos órgãos da administração pública e voluntários para elaborar ações de resposta aos prejuízos causados pelas chuvas.

Além disso, ficam dispensados de licitação, durante a extensão do decreto, os contratos de aquisição de bens necessários para a prestação de serviços relacionados ao desastre.

Matérias relacionadas: 

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM