Propaganda do Governo do Estado do Piauí

Ação penal de Lula sobre caças pode avançar

24 de fevereiro de 2020

Deu n’O Anagonista.

A Justiça Federal do DF vai começar a traduzir depoimentos colhidos na França para a ação penal sobre a venda de caças para o Brasil durante o governo de Dilma Rousseff, na qual o ex-presidente Lula é acusado de lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

Um das testemunhas é o ex-presidente da França François Hollande. Ele foi ouvido em julho do ano passado, em seu escritório em Paris. As oitivas no exterior travam o andamento da ação penal e chegaram a suspender interrogatório de Lula no caso. Além da França, o governo brasileiros ainda pediu cooperação internacional com o Reino Unido.

Segundo o juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal do DF, “a defesa que indicou as testemunhas deve custear a tradução, uma vez que o interessado não é beneficiário da Justiça Gratuita”. Uma tradutora cadastrada na Justiça ainda vai fazer o orçamento e indicar o tempo para a conclusão do trabalho.

A denúncia do Ministério Público Federal que deu origem à ação penal aberta pela Justiça é resultado de investigações sobre compra pelo governo federal de 36 caças suecos.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM