Polícia

Governo do Piauí é suspeito de contratar serviços para dissipar fake news com fins eleitorais

A PF cumpriu dois mandados de busca em Teresina

Publicado por: Wanderson Camêlo 16/10/2020, 12:07

Por Wanderson Camêlo

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (16) a Operação “Fake SMS”. O objetivo é investigar a contratação de serviços de disparo automático de mensagens via WhatsApp, pelo governo do Estado do Piauí, visando a uma suposta propagação de notícias falsas com fins eleitorais.

Agentes da PF cumpriram dois mandados em Teresina (Foto: divulgação)

Ao todo, foram cumpridos dois mandados de busca, expedidos pelo juízo da 98ª Zona Eleitoral, em Teresina. Na ocasião agentes da PF apreenderam vários documentos, celulares e mídias de armazenamento.

“O material vai ser analisado com o objetivo de comprovar se o serviço contratado era utilizado com a finalidade específica de emitir mensagens ou comentários na internet para ofender a honra ou denegrir a imagem de candidato, partido ou coligação, o que constitui crime eleitoral, nos termos do art. 57-H, § 1º, da Lei nº 9.504/1997”, explicou a Polícia Federal via assessoria de comunicação. Não foram citados nomes.

O nome da operação faz referência ao uso de serviço de mensagens (WhatsApp) para suposta propagação de Fake News.

Procurado, o executivo estadual, também via assessoria, informou que “não recebeu nenhuma notificação”.

 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM