Propaganda do Governo do Estado do Piauí

Política

Governo esticou a tabela para garantir o pagamento do servidor

O governo do Estado esticou o prazo da tabela para evitar atrasos nos pagamentos. O govenador Wellington Dias confirmou a medida durante o lançamento da […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 16/12/2019, 17:04

O governo do Estado esticou o prazo da tabela para evitar atrasos nos pagamentos. O govenador Wellington Dias confirmou a medida durante o lançamento da expansão do programa Criança Feliz, nos 224 municípios, no Diferencial Buffet.

“Não vale a pena desequilibrar novamente. Há necessidade de trabalhar com esse cuidado e esse olhar preocupado com o equilíbrio fiscal e a capacidade de investimentos. Quero trabalhar para que saia do limite fiscal da Lei de Responsabilidade e poder em 2020 realizar concurso para algumas áreas que precisam”, adiantou o governador Wellington Dias.

Secretário da Fazenda, Rafael Fonteles,   responde ao STN e busca alternativas para  o pagamento 

“Vamos ter uma política salarial para os servidores. Quero trabalhar com minha equipe uma condição de ter uma política já em 2020, 2021 e manter o poder de compra do servidor público. Sei a importância que isso tem para a economia do Piauí”, afirmou Welington.

“Há necessidade de trabalhar com esse cuidado e esse olhar preocupado com o equilíbrio fiscal e a capacidade de investimentos. Quero trabalhar para que saia do limite fiscal da Lei de Responsabilidade e poder em 2020 realizar concurso para algumas áreas que precisam. Vamos ter uma política salarial para os servidores. Quero trabalhar com minha equipe uma condição de ter uma política já em 2020, 2021 e manter o poder de compra do servidor público. Sei a importância que isso tem para a economia do Piauí”, assinalou o governador.

Governador Wellington Dias confirmou que a tabela foi esticada para o pagamento

Ainda não foram informadas as medidas adotadas pela Sefaz para resolver as pendências junto ao STN que resultaram na suspensão do repasse, sendo que o Estado ainda depende das transferências para quitar as dividas. Hoje o repasse do FPE representa cerca de 55% da receita liquida do Estado.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM