Propaganda do Governo do Estado do Piauí

Política

Ziza Carvalho acredita que alguns progressistas vão continuar apoiando Wellington

Por Wanderson Camêlo Os parlamentares que representam o Progressistas na Assembleia Legislativa do Estado estiveram reunidos nesta quinta-feira (06) pela manhã na casa do presidente […]

Publicado por: Luciano Coelho 07/08/2020, 14:50

Por Wanderson Camêlo

Os parlamentares que representam o Progressistas na Assembleia Legislativa do Estado estiveram reunidos nesta quinta-feira (06) pela manhã na casa do presidente da sigla no Piauí, o deputado estadual Júlio Arcoverde. O assunto foi o rompimento entre a legenda e o Partido dos Trabalhadores, anunciado pelo governador Wellington Dias ainda na quarta-feira (05).

O governador do Estado do Piauí, Wellington Dias (Foto: reprodução/Facebook)

Há a previsão de que agora os integrantes do Progressistas que fazem parte do secretariado estadual deixem os cargos. A legenda hoje comanda cinco pastas do executivo piauiense: Mineração (deputado estadual Wilson Brandão), Transportes (deputado estadual Hélio Isaías), Meio Ambiente (Sádia Castro), Adapi (José Genilson Sobrinho) e o Detran (Arão Lobão). 

Apesar do racha, o deputado estadual Ziza Carvalho, do PT, acredita que alguns parlamentares progressistas vão se manter aliados ao Palácio de Karnak. “É preciso ter paciência para ver como vai ficar essa situação, para ver até que ponto os parlamentares da base que são filiados ao PP sairão efetivamente do governo ou não. Acredito que alguns não sairão do governo, não seguirão esse rompimento anunciado”, destacou o petista. 

O deputado estadual petista Ziza Carvalho (Foto: reprodução/Facebook)

Wellington Dias ainda vai ter conversa particular com cada um dos integrantes do Progressistas na Alepi para saber quem deles deseja continuar no time do Palácio de Karnak. Quem já está fora da base, declaradamente, é Júlio Arcoverde. “Carta branca do partido para cada um, mas eu já estou fora”, garantiu ele.

Júlio Arcoverde, deputado estadual e presidente do Progressistas no Piauí (Foto: reprodução/Facebook)

O racha

Em vídeo, divulgado na noite desta quarta-feira (05), Dias só alegou que o presidente nacional do Progressistas, o senador Ciro Nogueira, decidiu “organizar a oposição”. O senador rebateu o chefe do executivo estadual e garantiu, inclusive, que foi pego de surpresa com a decisão do petista. 

Especula-se que um dos motivos do racha é o fato de Ciro estar agora no mesmo time do presidente da República, Jair Bolsonaro, inimigo declarado do Partido dos Trabalhadores.

Matéria relacionada:

Governador Wellington Dias anuncia rompimento com o Progressistas

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM