Propaganda do Governo do Estado do Piauí

Política

Elmano Férrer elogia revogação do decreto que previa estudos para a privatização de UBSs

Jair Bolsonaro voltou atrás depois de repercussão negativa da proposta

Publicado por: Wanderson Camêlo 30/10/2020, 13:05

Por Wanderson Camêlo

Um dia depois de publicar decreto abrindo a possibilidade da realização de estudos sobre a privatização das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou atrás. O motivo foi a repercussão negativa da pauta até mesmo no Congresso.

A polêmica toda se deu por conta de uma especulação: a de que a ação abriria brecha para a privatização do Sistema Único de Saúde (SUS). O senador piauiense Elmano Férrer (Progressista), um dos líderes do governo no Congresso, saiu em defesa da proposta, mas elogiou a revogação.

O senador Elmano Férrer durante sessão virtual do Senado (Foto: Reprodução/Facebook)

“A intenção era outra, era captar recursos para o setor da Saúde. É um tema polêmico, mas ele voltou atrás, isso que é importante. Acho que foi uma medida correta”, disse.

Em tom de desabafo, Bolsonaro, por meio de redes sociais, também defendeu a medida. “O espírito do Decreto 10.530, já revogado, visava o término dessas obras, bem como permitir aos usuários buscar a rede privada com despesas pagas pela União”, escreveu ele em seu perfil pessoal no Facebook.

Foto: reprodução/Facebook

O decreto versava sobre a execução de estudos detalhados para analisar a possibilidade de inclusão das UBSs no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). A intenção, segundo o governo federal, seria modernizar e melhorar a operação das unidades de saúde.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM