Propaganda do Governo do Estado do Piauí

Economia

Merlong Solano quer que presidente do Banco Central preste esclarecimentos no Congresso

O deputado federal solicitou a presença de Roberto Campos após críticas de Lula ao gestor

Publicado por: Caio Rabelo 21/06/2024, 14:11

Matéria de Lays Viana

O deputado federal Merlong Solano (PT-PI) apresentou requerimento solicitando a presença do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, ao Congresso para prestar esclarecimentos na Comissão Mista de Orçamento (CMO) sobre a política monetária do banco.

A iniciativa foi tomada após o presidente Lula tecer críticas ao gestor da autoridade monetária, na última terça-feira (18), em entrevista à emissora CBN, quando ele alegou que Campos Neto tem lado político e estaria trabalhando para prejudicar o país.

O deputado federal Merlong Solano (Foto: divulgação / Câmara dos Deputados)

As insatisfações do presidente da República estariam motivadas por ligação do chefe do BC com o governador de São Paulo, Tarcísio Freitas (Republicanos), possível adversário de Lula nas eleições de 2026.

O comparecimento do presidente do BC à audiência é facultativo por se tratar de um convite.

Nesta sexta-feira (21), Merlong Solano contou à imprensa que seu pedido deve-se ao anúncio da meta para a taxa básica de juros do Brasil (Selic) pelo Comitê de Política Monetária (Copom), definida em 10,5%.

“A taxa de juros regula a atividade econômica do país. Quando ela é muito alta, fica caro investir e fica caro consumir. A maioria das pessoas compra a crédito. Se o juros está alto, para comprar uma geladeira a pessoa vai ter que pagar muito imposto, muitos juros. Portanto, a geladeira fica mais cara. Então, os juros altos diminuem o consumo e encarecem os investimentos por parte das empresas. Portanto, eles inibem a economia. Essa é a grande questão. E no Brasil a inflação está em 3,9% , não justifica uma taxa básica de juros de 10,5%, porque quando a taxa básica de juros é 10,5% os juros que chegam ao cidadão chegam a 30, 40, 50, 60%. Por isso a minha solicitação de convocação para que ele vá lá nos explicar as razões para esse tipo de política”, pontuou o deputado federal.

 

 

 

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM