Saúde

Justiça Federal dá 60 dias para resolver problemas na maternidade Dona Evangelina Rosa

O juiz da 5ª Vara Federal do Piauí, Adonias Ribeiro de Carvalho, deu um prazo de 60 dias para a direção da maternidade Dona Evangelina […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 03/10/2019, 12:37

O juiz da 5ª Vara Federal do Piauí, Adonias Ribeiro de Carvalho, deu um prazo de 60 dias para a direção da maternidade Dona Evangelina Rosa execute as providências para sanar as falhas e irregularidades apontadas na ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal e pelo Ministério Público Estadual.

Maternidade dona Evangelina Rosa completou um ano de interdição ética

Segundo a sentença, a maternidade deve realizar concurso imediatamente para o preenchimento de vagas em aberto; concluir a obra de reforma na UTI; e transferir os recém-nascidos para maternidades do município, sob pena do pagamento de multa de R$ 200 mil.

A maternidade está sob interdição ética há um ano devido a uma série de irregularidades. Dentre os problemas apontados como carência de pessoal, falta de material e insumos e problemas na infraestrutura do prédio da maternidade.

O Conselho Regional de Medicina do Piauí interditou a maternidade por uma série de irregularidades

O juiz determinou que a maternidade: execute imediatamente as obras de reforma com prazo máximo de 60 dias; promova o encaminhamento de recém-nascidos internados irregularmente no centro-cirúrgico  para maternidade de gestão do município de Teresina e que realize concurso público para preenchimento de vagas de profissionais de saúde na instituição.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM