Saúde

Depois de paralisação, Sindicato dos Médicos se reúne com o prefeito Dr. Pessoa 

Entidade cobra contratação de novos profissionais, além de reajuste salarial para a categoria

Publicado por: Wanderson Camêlo 18/11/2021, 09:30

Depois de mobilizar a categoria para uma greve geral, o Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi) conseguiu uma reunião com o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), e os ânimos foram temporariamente apaziguados. O encontro aconteceu nesta quarta-feira (17), no Palácio da Cidade, sede do Executivo teresinense.

Alegando pouco contingente de médicos na rede municipal, a entidade reivindica principalmente a realização imediata de um concurso público. O pleito ficou de ser atendido em 2022, pelo menos foi a promessa de Dr. Pessoa durante a reunião, que também contou com a presença do vice-prefeito Robert Rios (PSB), do presidente do Sindicato dos Médicos do Piauí, Samuel Rêgo, e da tesoureira da entidade, Lúcia Santos. 

Médico Samuel Rêgo, presidente do Simepi, durante a reunião (Foto: Divulgação/Simepi)

O Simepi também defende a aplicação da progressão da carreira médica, além do pagamento do piso da categoria, definido pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam). A cobrança também foi estendida para o governo do Estado.

“Quanto aos prazos, Dr. Pessoa afirmou que em 2022 a Prefeitura de Teresina vai realizar concurso público para a área da Saúde. E que em 2023, Prefeitura e Simepi voltam a discutir a implantação do Piso Fenam. O prefeito, no entanto, adiantou que o pagamento do piso não deve acontecer de modo integral e imediato”, destacou a entidade por meio de nota. 

Dr. Pessoa, de camisa amarela, ao lado de integrantes do secretariado e de representantes do Simepi (Foto: Divulgação/Simepi)

O Sindicato dos Médicos reivindica um piso salarial de R$ 16.106,38 (Piso Fenam), por jornada de 20 horas semanais. Os mesmos assuntos vão ser tratados na Secretaria Estadual de Administração (Sead).

Insatisfeitos por conta da não resolução das demandas, médicos do estado e representantes da categoria que atuam no município paralisaram as atividades no último dia 16. Um dia depois, o desembargador Oton Lustosa, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), determinou o fim do movimento.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM