Gif sobre a atualização do site do detran pi.

Economia

Leonardo Coelho Pereira é eleito como novo presidente-executivo da varejista

Eleito pelo conselho de administração, o mandato do executivo passa a valer a partir desta quarta.

Publicado por: Lilian Oliveira 16/02/2023, 17:33

A Americanas (AMER3) anunciou na noite desta quarta-feira (15) um novo CEO para o lugar do interino João Guerra. Trata-se Leonardo Coelho, que veio do escritório Alvarez & Marsal, contratado pela varejista para trabalhar em sua reestruturação financeira.

Coelho atuava como sócio do Alvarez & Marsal desde 2011, especificamente na área de reestruturação, com trabalhos em empresas do varejo, agronegócio, construção e energia. Antes disso, acumulou uma passagem relevante pela operação brasileira da Siemens, onde foi CFO entre 2005 e 2008. Eleito pelo conselho de administração, o mandato do executivo passa a valer a partir desta quarta.

Leonardo Coelho, novo CEO da Americanas

“O Sr. Leonardo Coelho Pereira é um executivo com sólidas e bem-sucedidas experiências em empresas do setor de varejo, assim como em ambiente de consultoria de reestruturação, tendo exercido posições de liderança em empresas dominantes em seus segmentos”, escreveu a varejista.

A mudança de CEO ocorre na véspera de uma nova reunião entre Americanas e seus bancos credores. As reuniões serão promovidas pela Rothschild & Co, contratada “especificamente para mediar as negociações com credores financeiros”, afirmou a Americanas. Com a aprovação de Coelho perante ao conselho de administração da Americanas, o ex-CEO João Guerra voltará a atuar como diretor de Recursos Humanos da companhia.

Este é o terceiro CEO da Americanas em pouco mais de um mês. O escolhido para tocar a empresa em 2023 foi Sergio Rial, executivo que comandou por anos o Santander (SANB11) e a Marfrig (MRFG3) antes de chegar à varejista. Rial substituiu Miguel Gutierrez, que esteve no comando da Americanas por quase duas décadas.

No entanto, em 11 de janeiro, Rial renunciou ao posto juntamente com o então CFO André Covre apenas nove dias depois de assumirem os cargos. No mesmo dia, a Americanas informou ao mercado a existência de “inconsistências contábeis” no balanço na ordem de R$ 20 bilhões, o que a levou para uma recuperação judicial uma semana depois. Até a eleição de Coelho nesta quarta-feira, João Guerra, executivo da área de recursos humanos do grupo, foi o CEO interino.

Fonte: InfoMoney
Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM