Banner de Aniversário
Gif sobre a atualização do site do detran pi.

Economia

Lula propõe teto de juros de 1,97% ao mês para empréstimo consignado

O Ministério da Previdência defendia uma taxa abaixo de 1,90%, enquanto os bancos privados queriam uma taxa de 1,99%.

Publicado por: Lilian Oliveira 28/03/2023, 16:23

Em reunião com a equipe ministerial nesta terça-feira (28), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) propôs o percentual de 1,97% ao mês para o teto de juros do crédito consignado de aposentados e pensionistas do INSS. O Ministério da Previdência defendia uma taxa abaixo de 1,90%, enquanto os bancos privados queriam uma taxa de 1,99%.

Agora, a posição de Lula será levada para o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS), que é o responsável final pela definição da taxa.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Lula se reuniu no fim da manhã desta terça com os ministros Fernando Haddad, Carlos Lupi, Luiz Marinho e com os secretários-executivos da Casa Civil, Miriam Belchior, e da Fazenda, Gabriel Galípolo, depois que uma reunião no dia anterior terminou sem definição.

Impasse

Nesta terça, o CNPS se reúne para tentar resolver o impasse que gerou ao reduzir o teto de juros cobrado nos empréstimos consignados para aposentados e pensionistas do INSS.

No dia 13 de março, o colegiado decidiu baixar de 2,14% para 1,70% ao mês o limite de juros praticado nas operações convencionais de consignado para os beneficiários. A medida, que entrou em vigor no dia 15 de março, levou bancos – inclusive os públicos – a suspenderem a modalidade de empréstimo.

As instituições financeiras afirmam que, com o novo teto, não têm condições de arcar com os custos de captação de clientes. Diante da suspensão, o governo decidiu rever a redução. Em entrevista, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, disse que a taxa máxima seria elevada, para um patamar abaixo de 2%.

Foto: Luis Lima

Já os bancos propuseram uma taxa limite entre 1,99% e 2,01%. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), um teto nestes patamares bancaria os custos da operação do consignado de aposentados e permitiria a volta das operações.

O empréstimo consignado

Os empréstimos consignados costumam ter juros menores porque o desconto é feito direto na folha de pagamento. Neste caso, o dinheiro já é retido no benefício ou na pensão recebida pelo INSS.

O governo estipula o teto dos juros, mas os bancos e as corretoras são livres para decidirem – dentro desse limite – as taxas que vão cobrar de aposentados e pensionistas.

Segundo a Previdência Social, aproximadamente 8 milhões de aposentados e pensionistas têm empréstimo consignado e 1,8 milhão estão com quase metade (45%) do benefício comprometido com o empréstimo.

Fonte: G1
Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM