Educação

UFPI e o IFPI analisam o que cortar com redução de 30% no orçamento

Os reitores da UFPI e do IFPI devem promover cortes no transporte escolar, no restaurante dos estudantes, nos terceirizados de apoio administrativo, nas bolsas e […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 06/05/2019, 18:59

Os reitores da UFPI e do IFPI devem promover cortes no transporte escolar, no restaurante dos estudantes, nos terceirizados de apoio administrativo, nas bolsas e projetos de pesquisa e extensão. O reitor da UFPI, Arimatéia Lopes, concede uma coletiva para informar a situação da universidade federal sobre o contingenciamento e bloqueio de recursos destinados as instituições federais de ensino superior.

Foto: Reitor da UFPI, Arimatéia Lopes/ Divulgação

As explicações serão concedidas no salão da reitoria da UFPI, amanhã (7), a partir das 8h30. A direção do IFPI também fez esclarecimentos sobre os cortes orçamentários.
O Decreto do Ministério da Educação gerou, para o IFPI, um bloqueio imediato de mais de R$ 18 milhões, que representa cerca de 30% do que estava previsto como orçamento anual de custeio para a instituição, que era de R$ 63.739.605,00.

O valor bloqueado é maior do que o planejado para ser investido no ano de 2019 com toda a Política de Assistência Estudantil no IFPI. É deste orçamento, que já vem sofrendo cortes nos últimos 3 anos, que o IFPI executa, entre outras ações, contratação de serviços de ampliação, melhoria e conservação de infraestrutura, ações de ensino, pesquisa e extensão, segurança, Política de Assistência Estudantil e qualificação de servidores.

A manutenção do bloqueio destes valores comprometerá substancialmente a manutenção de vários serviços prestados pelo IFPI à sua comunidade acadêmica e, consequentemente, à sociedade piauiense: atividades de ensino, pesquisa e extensão, visitas técnicas, organização e participação em eventos acadêmicos, qualificação de servidores, diárias e passagens, serviços de segurança e, mais grave, transporte escolar, alimentação, moradia e Programas de Assistência Estudantil para alunos em situação de vulnerabilidade social.

O IFPI está presente fisicamente em 18 cidades, através de 20 campi e da Reitoria, que atendem mais de 25 mil alunos em cursos técnicos, superiores e de pós-graduação no Piauí. Nesse primeiro momento foi solicitado aos campi que ajustassem suas despesas para manutenção do funcionamento. A adequação é decisão de cada campus de acordo com sua realidade, visando à manutenção da assistência estudantil, transporte e funcionamento dos refeitórios.

De 7 a 9 de maio o Reitor do IFPI, professor Paulo Henrique Gomes de Lima, estará reunido em Brasília com os demais reitores que compõem o Conselho das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF), traçando estratégias de enfrentamento do atual cenário.

Foto: Reitor do IFPI, professor Paulo Henrique Gomes de Lima/ Divulgação

Na oportunidade estará presente o Secretário de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC), Ariosto Antunes Culau, para quem será exposta a grave situação instalada com tamanho contingenciamento. Também está prevista, para o dia 10 de maio, uma reunião entre a Diretoria do CONIF e o Ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Por Luciano Coelho/ Júnior Medeiros

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM