Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

Educação

Professores tentam barrar votação, mas Câmara aprova reajuste salarial

A Câmara Municipal aprovou, nesta terça-feira (17), a proposta da Prefeitura de Teresina de reajustar o piso nacional dos professores da rede municipal de ensino […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 17/03/2020, 13:11

A Câmara Municipal aprovou, nesta terça-feira (17), a proposta da Prefeitura de Teresina de reajustar o piso nacional dos professores da rede municipal de ensino de 12,8% dividido em duas parcelas, sendo metade em março, com retroativo ao mês de janeiro, e outra metade no mês de agosto. Os manifestantes tentaram impedir a entrada de vereadores para barrar a votação, mas a sessão aconteceu no plenarinho da Câmara com as portas fechadas.

Professores do município estão em greve desde o dia 10 por conta do reajuste dos salários

Os manifestantes ficaram do lado de fora do prédio e tentaram impedir a entrada de vereadores para barrar a votação. Houve uma confusão generalizada entre os manifestantes e os policiais militares e guardas municipais, que usaram spray de pimenta para tentar dispersar o movimento.

Manifestantes tentaram impedir a entrada dos vereadores para votação na Câmara de Teresina

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm) informou que os professores ocuparam a Câmara desde o primeiro dia da greve deflagrada na terça-feira (10).

O reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores da educação básica em início de carreira, de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24, foi concedido pelo Governo Federal em janeiro. Os professores queriam o reajuste integral e pediam a retirada do projeto da pauta de votação.

Na votação passada, houve tumulto, derrubaram um vereador e agrediram uma vereadora

 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM