Banner de Aniversário

Educação

Governo do Estado decreta cancelamento de período na Uespi; instituição esclarece

A medida foi publicada no Diário Oficial do último dia 11

Publicado por: Wanderson Camêlo 14/11/2022, 10:29

O governo do Estado decretou o cancelamento do período referente ao primeiro semestre de 2023 na Universidade Estadual do Piauí. A medida foi publicada no Diário Oficial do último dia 11 e, devido à repercussão negativa do assunto, a instituição resolveu se manifestar.

Por meio de nota, a qual nossa reportagem teve acesso neste domingo (13), a UESPI explicou que o que houve foi apenas uma mudança de nome, portanto, “todas as atividades acadêmicas permanecerão inalteradas”

Fachada da UESPI (Foto: Divulgação/Governo do Piauí)

“A proposta, aprovada CEPEX, somente altera o nome do semestre, mas todas as atividades acadêmicas permanecerão inalteradas, não havendo prejuízo na formação dos nossos discentes. Ou seja, os alunos matriculados num dado período estarão matriculados nas disciplinas previstas em seus currículos do período seguinte”, diz trecho da nota.

O calendário da Universidade Estadual do Piauí foi afetado em 2020 devido à pandemia da Covid-19. Foram oito meses de interrupção das atividades. 

Confira a nota na íntegra:

A Administração Superior da UESPI, esclarece que, através de decisão colegiada do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão – CEPEX, iniciará procedimentos de ajuste do Calendário Acadêmico da instituição, dentro do ano civil.

Atualmente, a UESPI oferta o semestre 2022.1 com término previsto para fevereiro de 2023. Isso representa um atraso de 8 meses, em função do grave momento da pandemia vivido em 2020, que alterou o andamento das atividades de ensino em todo o País, gerando semestres não ajustados ao ano civil.

A proposta, aprovada CEPEX, somente altera o nome do semestre, mas todas as atividades acadêmicas permanecerão inalteradas, não havendo prejuízo na formação dos nossos discentes. Ou seja, os alunos matriculados num dado período estarão matriculados nas disciplinas previstas em seus currículos do período seguinte.

Por outro lado, a atual situação na qual alunos esperam 6 meses após a matrícula institucional para iniciar o efetivo período, tem provocado evasão quando da segunda chamada de outras IES além de transtornos a alunos e professores terem o período de férias ocupado com atividades acadêmicas.

Soma-se a isso a impossibilidade de oferta de PEC pelo aperto do calendário.

Dessa forma a UESPI pretende ajustar seu Calendário Acadêmico ao ano civil em 2024.1, devolvendo à normalidade a vida acadêmica institucional.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM