Esporte

Caso Neymar: ex-marido descreve Najila como ‘explosiva’ e diz que não apoia nem um nem outro

Estivens Alves, ex-marido de Najila Trindade, afirmou na noite deste domingo que a modelo é uma pessoa de “temperamento explosivo” e “difícil de se conter”. […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 10/06/2019, 10:15

Estivens Alves, ex-marido de Najila Trindade, afirmou na noite deste domingo que a modelo é uma pessoa de “temperamento explosivo” e “difícil de se conter”. Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, ele revelou que tem recebido ameaças e falou sobre a acusação de estupro contra Neymar: “Que fique bem claro: o Estivens não está apoiando nem a senhora Najila nem o senhor Neymar.”

O ex-marido falou sobre modelo, com quem foi casado por sete anos. O casal têm um filho. “A Najila sempre teve um temperamento explosivo. É uma pessoa difícil de se conter. Como você vê a forma como ela explode rapidamente naquele vídeo, é ela.”

“Sinto que ela tem essa mania de achar que tem sempre algo conspirando contra ela”, completou Estivens, ao ser perguntado se ela tem problema emocionais.

O ex-marido revelou que tem recebido ameaças de morte depois da acusação contra Neymar. “Algumas ameaças bem patéticas. Dizendo que se o Neymar não jogar a Copa América eu ia ser morto. Outras já são mais graves: ‘Sei onde você mora se você continuar se pronunciando. Conheço a sua família’.”

Depois que o caso se tornou público, veio a notícia que Najila teria agredido Estivens com uma facada, em 2014. O ex-marido confirmou o fato. “Foi no peito, não foi na barriga.”

Sobre o filho, Estivens disse que ele já entende o que está acontecendo. “As pessoas falam: ‘Como é que está a vida dele?’. Ele não tem ido para a escola. Quando eu ligo a televisão e ele escuta o nome da mãe dele, ele chora. Quer dizer, a vida dele está interrompida.”

Também na noite deste domingo, em entrevista ao Domingo Fantástico, da TV Record, Najila chorou, falou em perda de peso, uso de remédios e “pesadelo” após a denúncia contra Neymar.

Entenda o caso

Neymar foi acusado de estupro por uma mulher cuja identidade foi preservada pela polícia. Ela registrou boletim de ocorrência na sexta-feira (31), revelado pelo ESPN.com.br no sábado 1º de junho, na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

Segundo o documento, ela alegou ter conhecido o jogador de Paris Saint-Germain e seleção brasileira nas redes sociais. E no dia 12 de maio, um assessor identificado como Gallo entrou em contato fornecendo passagens e hospedagem para ela viajar para Paris, na França. Ela afirmou ter embarcado no dia 14 e chego no dia 15.

A mulher também relatou que ficou no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e recebeu o atleta de 27 anos por volta de 20h locais do dia 15. Segundo ela, o jogador chegou “aparentemente embriagado”. “Começaram a conversar, trocaram carícias, porém, em determinado momento, Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual.”

 

Mercado da Bola

Tanto Neymar, por meio de vídeo em uma rede social – que depois o tirou do ar – na qual expôs as conversas com a mulher, quanto seu pai, Neymar da Silva Santos, em duas entrevistas à TV Bandeirantes, uma por telefone e a outra participando ao vivo de um programa, negam que tenha havido estupro. Eles confirmam que houve relação sexual, mas que a mesma foi consensual.

Na quarta-feira (05), o caso teve mais desdobramentos. Em entrevista ao SBT, a modelo falou pela primeira vez. Ela admitiu ter viajado com intuito de fazer sexo com Neymar, mas reiterou que foi estuprada e agredida após dizer que não queria ter relações sem o uso de preservativo.

Depois, surgiu um novo vídeo que mostra Najilia agredindo Neymar com tapas. A defesa da modelo diz que ela atraiu o jogador para gravar esse vídeo e tentar ter provas do que ele já havia feito com ela anteriormente.

Na quinta-feira (06), em entrevista ao Buzzfeed, Najila disse: “Vão me matar e dizer que me suicidei”. No mesmo dia, mais duas partes da conversa foi revelada. “Você deveria ser homem pelo menos uma vez na vida e assumir seu erro”, disse a modelo, em áudio ao jogador. Também vazou outro diálogo, em que Neymar diz que modelo “pedia mais”, Najila rebateu e afirmou: “Mostra que seu cérebro só funciona em campo”.

Ainda no mesmo dia, o advogado de Najila, Danilo Garcia de Andrade, confirmou que o vídeo completo tem 7 minutos e falou da estratégia de sua cliente: “Ela atraiu o Neymar ao quarto, precisava de uma prova”. Foi também na quinta que Neymar, horas após ser cortado da seleção brasileira que vai disputar a Copa América, de muletas e cadeira de rodas, depôs sobre crime virtual e agradeceu o carinho dos fãs: “Me senti muito amado”.

Na sexta-feira (07), foi a vez do depoimento de Najila em São Paulo. Ela passou mal, chegou a ser carregada por seu advogado e saiu da delegacia direto para o hospital. A TV Record exibiu mensagens em que ex-advogado rompeu relações com Najila, e Neymar disse que assessores foram responsáveis pela publicação em rede social que polícia investiga. Na Câmara, o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), inspirado na Bíblia, protocolou um projeto rebatizado de “Lei Neymar da Penha”.

No sábado (08), o novo advogado de Najila ameaçou sair do caso se ela não apresentar provas. Também vazou mais uma parte do primeiro depoimento da modelo, em que ela não mencionou a suposta ausência de camisinha na relação.

No domingo (09), em trecho do último depoimento, Najila detalhou o suposto estupro e diz ter ficado em estado de choque.

Fonte: ESPN
Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM