Geral

Médicos suspendem atendimento por 48 horas

Os médicos paralisaram os atendimentos em toda a rede estadual de saúde. Os hospitais da capital e do interior estão parados. Segundo o presidente do […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 06/05/2019, 08:47

Os médicos paralisaram os atendimentos em toda a rede estadual de saúde. Os hospitais da capital e do interior estão parados. Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (Simepi), Samuel Rêgo, apenas atendidos apenas os casos de urgência e emergência.

De acordo com o Simepi, não tem medicamentos, não tem material e os profissionais do interior estão com salários atrasados há quatro meses. Samuel Rêgo disse que o movimento é para alertar a sociedade sobre os riscos de colapso na saúde e para que o governo tome as providências cabíveis e emergenciais.

Presidente do Simepi, Samuel Rêgo, quer melhores condições de trabalho e de de salários

Os médicos afirmam que há irregularidades apontadas em toda a rede estadual. “A categoria médica já vem há algum tempo preocupada com o sistema de saúde do estado do Piaui, tanto nos grandes hospitais da capital, como também nos regionais. Nas fiscalizações não precisamos percorrer muito para ver tamanho descaso com a falta de medicamentos, de insumos, de material básico. Uma situação triste para o médico e desesperadora para a população. Já não dá mais”, desabafou o presidente do Sindicato.

Esse movimento de paralisação que acontece hoje e amanhã, dias 6 e 7. “É um grito de socorro. E esperamos que o Governo do Estado reverta essa situação calamitosa. Afinal de contas, basta que os gestores cumpram a sua função com o que lhes cabe dentro da saúde do Piauí”, acrescentou Samuel Rêgo.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM