Banner de Aniversário

Geral

Agentes comunitários e de endemias cobram da prefeitura mudança no pagamento de auxílio

Representantes das categorias se reuniram hoje na Câmara de Teresina para tratarem do assunto

Publicado por: Wanderson Camêlo 20/10/2021, 14:50

Agentes comunitários e os de endemias da prefeitura cobram do executivo teresinense o recebimento do valor referente ao auxílio-transporte. As categorias recebem passes eletrônicos e isso, de acordo com os servidores, dificulta os deslocamentos. 

De acordo com o agente comunitário Rômulo Stefanno, os passes virtuais dificultam a realização dos serviços na zona Rural, por exemplo, porque os ônibus que transitam pelas localidades mais afastadas só aceitam dinheiro físico, ou seja, nesses casos os trabalhadores têm de tirar do próprio bolso.

O agente comunitário Rômulo Stefanno durante visita à Câmara de Teresina (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM) 

“À medida que recebermos o auxílio-transporte [em dinheiro] vamos utilizar para colocarmos nos veículos e isso vai facilitar também a locomoção , até nossas casas, no período do almoço ou poder ter um orçamento para que possamos nos alimentar na própria área”, reivindicou Rômulo.

Os servidores não possuem auxílio-alimentação, por isso a maioria prefere voltar às suas residências para o almoço; só depois retomam os trabalhos. Com o pagamento da pecúnia, em vez da concessão vales eletrônicos, os agentes justificam que seria possível usar o dinheiro para se alimentarem no local onde vão realizar os serviços.

“O auxílio-alimentação é uma próxima pauta que vamos trazer para debater também com os vereadores, além do Plano de Cargos e Salários; nós temos um Plano de Cargos e Salários, mas que não está sendo efetivamente obedecido”, acrescentou Stefanno.

Representantes das duas categorias se reuniram hoje na Câmara de Teresina para tratarem do assunto. Eles foram recebidos pelo vereador Luís André (PSL), que prometeu requerer reuniões com o prefeito da capital, Doutor Pessoa (MDB), e com o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, para tentar resolver a demanda.

O vereador Luís André logo após diálogo com as categorias (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

“Com a falta de transporte público de Teresina, ficou muito difícil a situação dos agentes de Saúde. A Câmara Municipal não poderá se furtar a essa pauta, que é legítima. Não tem despesa extra para a prefeitura, por isso que vamos lutar incansavelmente [para resolver a demanda]. Vamos marcar para a próxima semana o primeiro passo, que são os encaminhamentos dos requerimentos [de reunião] e, depois, uma conversa com o prefeito Doutor Pessoa e com o presidente da FMS”, garantiu o parlamentar.

Tanto os agentes comunitários como os de endemias da prefeitura de Teresina receberem um auxílio-transporte de R$ 480 por mês.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM