Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

Geral

Acompanhe o debate entre os candidatos a presidente da OAB-PI

A eleição acontece no dia 21 de novembro

Publicado por: Wanderson Camêlo 13/11/2021, 14:07

Matéria de Wanderson Camêlo e Lilian Oliveira 

Atualizada às 14:26

Aproveitando a reta final da disputa que vai eleger o grupo que vai administrar a Ordem dos Advogados, Seccional Piauí, durante o triênio 2022-2024, a Teresina FM realizou um debate com os cabeças de chapa. Disputam o comando da entidade os advogados Celso Barros (atual presidente), Raimundo Júnior e Carlos Henrique.

A sabatina, conduzida pelos jornalistas Bartolomeu Almeida e Luciano Coelho (direto do estúdio da Teresina FM), teve início ao meio-dia deste sábado (13). Os postulantes participaram virtualmente; a transmissão foi feita feita através do YouTube, Facebook, frequência modulada 91,9 e pelo aplicativo da Teresina FM. 

Debate entre os candidatos a presidente da OAB-PI (Foto: Teresina FM)

Propostas de gestão

Dentre outras coisas, Carlos prometeu criar um aplicativo da OAB-PI para aproximar mais os advogados de todas as subseções. “Seremos um presidente para toda advocacia, iremos abrir as portas da OAB para toda advocacia. Criaremos o app da OAB, que, tenho certeza, irá aproximar todos os advogados da Ordem”, frisou.

Celso afirmou que, caso permaneça no cargo, vai implementar um desconto, de 10% a 50%, na anuidade, para os jovens advogados Ordem. Também falou em aumentar o piso salarial da categoria: “Temos um projeto de aumentar esse piso, já que estamos saindo da pandemia, é importante que esse piso de 20 e quarenta horas seja aumentado”.

Já Raimundo Júnior prometeu, por exemplo, fortalecer os cursos de iniciação dos jovens advogados e anunciou uma proposta que inclui até assessoramento de marketing para os “novatos”.

O pleito acontece no dia 21 deste mês e promete ser apertado, pelo menos se levada em consideração uma pesquisa feita pelo Instituto Opinar. De acordo com o levantamento, se a eleição para presidente da OAB-PI fosse hoje, Barros ficaria com a primeira posição: 32,5% das intenções de voto; Raimundo vem logo em seguida, com 32,17%, e Carlos Henrique aparece em último, com 21,17%. No total, 14,17% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

A pesquisa foi realizada entre os dias 09 e 10 de novembro deste ano; 600 advogados foram entrevistados na capital e no interior.

Embates

Em um dos trechos mais quentes, Raimundo Júnior fez ataques ao atual presidente da OAB-PI. O oposicionista destacou que existem muitas dificuldades na advocacia do Piauí; de acordo com ele, grande parte dessa dificuldade se deve à falta de compromisso da gestão atual com a classe. “Os advogados clamam por agilidade”, apontou.

Júnior disse que há problemas na agregação de comarcas e no balcão virtual; acrescentou ainda que muitos novos advogados não sabem advogar, pois faltam cursos capacitadores, mentoria e projetos voltados para esse público.

Celso Barros rebateu afirmando que existem problemas, no entanto há diversas ações positivas em favor da sociedade. Segundo ele, há melhorias na área previdenciária, de consultoria, mediação, na área da qualificação do magistério e empreendedorismo: “Os problemas que existem hoje não foram ocasionados por essa gestão. E, se foram, então há responsabilidade inclusive sua (Raimundo) que é conselheiro federal da OAB. Tem corresponsabilidade pelos acertos e pelos erros. Sejamos justos”. disse.

Em relação à atuação da gestão atual durante a pandemia da Covid-19, Carlos Henrique declarou que a advocacia se viu órfã de representação. Segundo ele, não houve ações efetivas e concretas da presidência. Principalmente na busca pelo retorno das atividades presenciais. E pediu ainda que o atual presidente enumerasse as ações feitas pela gestão.

Em resposta, Celso afirmou que uma comissão Covid-19 foi criada. “Injetamos mais de 100 mil em auxílio financeiro para alguns advogados, em parceria com a caixa de assistência”. O presidente lembrou que a pandemia afetou a todos. “Tivemos muitas dificuldades e muitas sequelas”, disse.

Em relação à volta de atendimentos presenciais, ele informou que, no começo da pandemia, muitos advogados não queriam voltar.

Conheça um pouco sobre os candidatos a presidente da OAB Seccional Piauí:

Carlos Henrique (Chapa 01 – “OAB de Verdade”)

Carlos Henrique (Foto: Teresina FM)

Advogado, 41 anos de idade e natural de Parnaíba; tem 18 anos de militância e Especialização em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho. Presidente da Comissão de Direito do Trabalho e Conselheiro Seccional da OAB-PI  no triênio 2015-2018. Secretário da Comissão de Relação com o Poder Judiciário da OAB-PI no triênio 2012-2015. Sócio fundador e membro do Conselho deliberativo da AJUSPI.

Carlos tem como vice a advogada Nara Letícia.

Confira a composição completa da chapa 01 clicando aqui.

Raimundo Júnior (Chapa 02 – “Coragem para Mudar”)

Raimundo Júnior (Foto: Teresina FM)

Nascido em Guadalupe, Raimundo, 40 anos, é especialista em Direito Eleitoral Público; conselheiro Federal da OAB e secretário Adjunto da Comissão Nacional de Direito Eleitoral.

Raimundo tem como vice a advogada Naiara Moraes.

Confira a composição completa da chapa 02 clicando aqui.

Celso Barros (Chapa 03 – “Para Seguir em Frente”)

Celso Barros (Foto: Teresina FM)

Celso Barros (48 anos) é natural de Teresina (Piauí) e é o atual presidente da OAB-PI. Advogado militante desde 1995, Celso foi secretário-geral da OAB e também presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB Piauí.

Celso tem como vice a advogada Daniela Freitas.

Confira a composição completa da chapa 03 clicando aqui.

 

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM