Banner de Aniversário

Geral

Polícia Federal abre investigação sobre ameaças a servidores da Anvisa

No último domingo (19), a agência informou que seus funcionários receberam nova onda de intimidações

Publicado por: FM No Tempo 21/12/2021, 10:18

A Polícia Federal (PF) abriu investigação para apurar as ameaças contra diretoria técnica da Anvisa feitas recentemente.

A investigação será comandada pela Polícia Federal do Distrito Federal. O superintendente da unidade, Victor Cesar Carvalho dos Santos, afirmou que já recebeu as informações sobre o caso, e que já iniciaram as diligências para identificar as pessoas que fizeram as ameaças.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em comunicado publicado neste domingo (19), a Anvisa informou que seus servidores receberam nova onda de ameaças. Por isso, a agência expediu ofícios pedindo, pela segunda vez, proteção policial aos seus membros.

No fim de outubro, a Anvisa relatou à PF outra ameaça aos técnicos da Agência, feita por e-mail. Em 12 de novembro, as investigações foram concluídas, e a pessoa que fez as ameaças, identificada. A Polícia Federal ressaltou que todas as ameças serão identificadas.

Quanto ao pedido de proteção aos servidores e seus familiares feito pela Anvisa, cabe ao diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, definir como será feito o esquema de segurança.

“Tais solicitações já haviam sido feitas no último mês de novembro quando a Agência recebeu as primeiras ameaças”, informou o comunicado publicado no site da agência.

A ação aconteceu no mesmo dia em que Bolsonaro fez críticas à Anvisa, chamando de “inacreditável” o fato de ter sido aprovada pelos técnicos a vacinação contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos.

Além disso, a Anvisa cobrou do governo federal, da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da PF que sejam feitas novas investigações para identificar os responsáveis pelas atividades criminosas.

Histórico de ameaças

No final de outubro, a Anvisa recebeu sua primeira ameaça de morte, contra os diretores da agência.

Os cinco diretores da Anvisa registraram ocorrência na PF. Em um e-mail, o responsável pela ameaça informou o nome e CPF, e afirmou que iria migrar o filho para o homeschooling – modalidade de ensino em casa que não tem aprovação em lei federal.

Foto: Reprodução

O autor do e-mail declara que, se houvesse a aprovação pela Anvisa da vacinação em crianças de 5 a 11 anos, não iria permitir a ida do filho ao ambiente escolar.

No início de novembro, houve uma nova ameaça contra servidores, diretores, funcionários terceirizados e seus familiares, caso vacinas contra a Covid-19 para crianças fossem aprovadas.

Segundo a Anvisa, as mensagens “aparentemente” não tinham o mesmo autor.

Fonte: CNN Brasil

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM