Geral

Setut afirma que não solicitou reajuste na tarifa de ônibus, mas reforça alta nos preços dos combustíveis

Entidade sindical enviou planilha de custos atualizada do sistema de transporte público à Strans nesta quinta (12)

Publicado por: Eric Souza 13/05/2022, 08:00

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Setut) informou na noite desta quinta-feira (12) que não solicitou à Prefeitura de Teresina aumento da tarifa de ônibus para valores entre R$ 7 e R$ 8.

A possibilidade havia sido ventilada ainda na quinta, quando o Setut enviou a planilha de custos atualizada do sistema de transporte público à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

Tarifa de ônibus não é reajustada há dois anos (Foto: Divulgação/Strans)

De acordo com o documento, houve uma elevação no custos operacionais calculada em 53% entre março de 2020 e março de 2022, o que poderia fixar o valor máximo da tarifa em R$ 8,10.

Ainda segundo a entidade sindical, a dificuldade na operação do sistema se deve aos constantes reajustes nos preços dos combustíveis. Com o novo aumento anunciado pela Petrobras na última segunda-feira (9), o impacto financeiro no setor alcançou a casa dos R$ 900 mil mensais.

Outra mudança motivada pelo encarecimento do diesel seria o racionamento do combustível pelas operadoras de ônibus, que passariam a oferecer apenas viagens nos horários de pico, entre 5h e 8h e 17h e 19h. No restante do tempo, os veículos ficariam parados nas garagens e terminais.

Fachada do Setut na zona Norte de Teresina (Foto: Reprodução/Street View)

No início do ano passado, o Setut já havia apresentado à Prefeitura de Teresina uma proposta de aumento da passagem de ônibus para R$ 5,28. O projeto foi revelado pelo procurador-geral do município Aurélio Lobão, que indicou o desejo do prefeito Doutor Pessoa (Republicanos) de manter o valor atual, reajustado pela última vez há dois anos, de R$ 4 (inteira) e R$ 1,35 (meia).

Confira a íntegra da nota do Setut:

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) informa que em nenhum momento pediu aumento de tarifa, apenas apresentou à Strans planilha de custos atualizada.

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (09), um novo reajuste nos preços do diesel. Os valores entram em vigor a partir desta terça (10). O SETUT informa que tem sentido o impacto dos constantes aumentos do valor do combustível e que isso dificulta bastante a operação do setor. Em Teresina, com mais esse reajuste, o impacto financeiro no setor de transporte público já chegou em cerca de R$ 900 mil/mês.

A Petrobras informou que o preço médio de venda de diesel para as distribuidoras passará de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro. O SETUT reitera que referente ao preço de fevereiro, o reajuste  registra um aumento de 29%. De janeiro a abril deste anos houveram reajustes que impactaram no sistema, em R$ 650 mil reais/mês, um aumento bem considerável.

O óleo diesel, por exemplo, representa quase 27% do custo total, e quando aumenta, causa reflexo em toda a cadeia de insumos. Dessa forma, acrescentando os reajustes que sofrerão os óleos lubrificantes, pneus, peças e acessórios ( devido ao frete ), o impacto de custo na operação será de 38% para as empresas operadoras.

Segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), quem depende do transporte público em cidades de todo o País poderá enfrentar uma falta generalizada de ônibus, com esse novo aumento do diesel. De acordo com a entidade, as operadoras serão obrigadas a racionar o combustível e oferecer apenas viagens no horário de pico, entre 5h e 8h da manhã e entre 17h da tarde e 19h da noite. No resto do tempo, uma grande quantidade de ônibus deverão ficar parados nas garagens ou terminais.

O SETUT reforça que tem buscado soluções e tentativas de manter o funcionamento efetivo do sistema, de forma a atender aos passageiros, mas com os constantes aumentos no valor do óleo diesel, a situação está ficando cada dia mais difícil de ser gerida, tanto pelas empresas como pelo poder público.

Matéria relacionada:

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM