Banner de Aniversário

Geral

Serviço Florescer atende mais de 1000 mulheres em situação de vulnerabilidade

Anteriormente, o serviço era destinado apenas para mães, e agora, funciona sem restrição para mulheres que estejam em situação de vulnerabilidade em Teresina.

Publicado por: Lilian Oliveira 20/03/2023, 12:19

Em toda capital, 1006 mulheres em situação de vulnerabilidade são atendidas com qualificação profissional, serviços de saúde e justiça, além de realizar atividades de desenvolvimento psicossocial com suas crianças, pela Prefeitura de Teresina, por meio do Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas Crianças – Florescer. As atividades do serviço são executadas por meio da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM).

O serviço, que já existe desde 2015, foi reestruturado na gestão do prefeito Dr Pessoa. Anteriormente, o espaço era destinado apenas para mães, e agora, funciona sem restrição para mulheres que estejam em situação de vulnerabilidade em Teresina.

Foto: Prefeitura de Teresina

“Após uma série de estudos e pesquisas, percebemos a necessidade de fazer o serviço ser voltado para vez mais para mulher”, explica a secretária de Políticas Públicas para Mulheres, Karla Berger. “Por conta disso, após a reformulação na atual gestão, o serviço passou a funcionar de portas abertas para toda e qualquer mulher de Teresina em situação de vulnerabilidade”, ressalta a secretária.

As crianças que possuem de um a dois anos e 11 meses também podem ingressar no serviço. O Florescer, que funciona em quatro unidades em Teresina, possui vagas para 100 crianças em cada sede. Ao completarem três anos, as crianças são encaminhadas para as CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil).

“Foi um passo muito positivo no serviço, ele se tornou verdadeiramente mais acolhedor para a mulher teresinense que mora em comunidade, que vive vulnerabilidades econômicas, sociais, psicológicas e outras violências”, ressalta Nathalie Ciarlini, psicóloga da SMPM.

Nathalie ainda explica que o local não configura como creche. Enquanto a mãe está em atividades do serviço ou indo ao trabalho, a criança fica no local realizando atividades educativas e socioemocionais. Ainda assim, quando completa três anos, a criança possui uma vaga garantida em uma escola do município. “É outra vantagem do programa, uma vez que garante a inserção educacional das crianças”, pontua a psicóloga.

Juntas somos mais fortes

Visando o empoderamento financeiro, o Florescer oferta cursos como manicure e pedicure, balconista de farmácias e atendimento. Todas as capacitações são realizadas, por exemplo, em parceria com a Fundação Wall Ferraz.

“São oportunidades que essas mulheres nunca tiveram para além do lar. Elas se empoderam, se enxergam como capazes. É o benefício da qualificação: atribuir poder para elas”, conta Maria Lourdes, a Malu, coordenadora do Florescer Sudeste.

Benildes Machado, uma das mulheres atendidas pelo serviço, reforça o que foi dito pela coordenadora. A dona de casa, que não tem emprego fixo e possui um filho atendido pelo Florescer, se formou como manicure profissional e pretende ter um empreendimento para sua liberdade financeira.

Foto: Prefeitura de Teresina

“Abracei o curso como todas as amigas atendidas. Olha, é empoderador saber que podemos exercer um trabalho feito com as nossas mãos. Dignifica-me”, conta a mulher.

Outro ponto trabalhado dentro do projeto de aperfeiçoamento do Florescer é a introdução do atendimento psicológico nas unidades. Nas três unidades, as coordenadoras relataram que a terapia foi bem aceita entre as mulheres.

“Saúde mental é um tema de urgência. Na zona Rural, ainda há um estigma sobre apoio psicológico, por ser algo cultural e do machismo, claro. A mulher é construída para ser forte, um pilar da família, que não pode demonstrar ‘fraqueza’. Mas elas receberam muito bem, querem participar e estão assíduas nas sessões, o que mostra que o cuidado não é apenas com o corpo, mas com a mente”, contou a coordenadora do Florescer Salobro, Layse Oliveira Leal.

Nova inauguração

No dia 8 de março, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da SMPM e a Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD Norte), inauguraram a quinta sede do Serviço Florescer. O prédio da nova unidade está localizado na região da grande Santa Maria da Codipi, zona Norte da capital.

Nas unidades são oferecidas oficinas profissionalizantes, auxílio à saúde mental, empoderamento e desenvolvimento às mulheres, além das atividades educacionais destinadas às suas crianças.

Foto: Prefeitura de Teresina

“É um presente para as mulheres da capital neste Dia Internacional da Mulher, o 8 de Março”, destaca a secretária Karla Berger. “Com isso, a Prefeitura de Teresina, na gestão do Doutor Pessoa, reafirma o compromisso e cuidado com aquelas que mais precisam de assistência social na cidade”, finaliza.

Segundo o superintendente da SAAD Norte, Welton Bandeira, foram investidos na obra cerca de R$ 420.000,00 oriundos dos cofres públicos municipais.

“Estamos muito felizes em poder entregar esta reforma. Foram gastos exatamente R$ 419.093,73 de recursos próprios da Prefeitura de Teresina. Todas as dependências do local foram readequadas para receber as mulheres que serão assistidas pelo serviço. Contabilizados 371,04m² de construção, nossa expectativa é que as mulheres se sintam muito valorizadas”, afirma o gestor.

O novo espaço conta com uma estrutura moderna, composto de salas amplas, banheiros, cozinha, área recreativa, projetado para oferecer o suporte necessário para as mulheres e crianças beneficiadas pelo serviço.

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta
das 07:30 às 17:00 horas

Unidades:

Florescer Norte
Rua Antonio Pedro, 629 – Matadouro

Florescer Sudeste
Rua Santa Luzia, S/N – Alto da Ressurreição

Florescer Zona Rural
Povoado Salobro

Florescer Sul
Rua Mucuripe, S/N, Vila Santa Rita – Promorar

Fonte: Prefeitura de Teresina
Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM