Banner de Aniversário

Geral

FMS monitora carrapato transmissor da febre maculosa em Teresina

Nenhum caso notificado em Teresina foi confirmado

Publicado por: Jade Luara 10/10/2023, 08:06

Motivado pela notificação recente de suspeita de febre maculosa em humanos na capital, o Núcleo de Controle de Roedores e Vetores (NCRV) da Gerência de Zoonoses (GEZOON) da FMS promoveu estudo de campo a fim detectar a presença do carrapato transmissor e da bactéria causadora da doença em Teresina. Embora nenhum caso humano de febre maculosa tenha sido confirmado em Teresina, vários carrapatos foram coletados em vários pontos da cidade.

Carrapato-estrela, transmissor da bactéria causadora da Febre Maculosa. (Foto: Reprodução )

Os carrapatos foram encaminhados para a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ-RJ) para identificação da espécie e testagem. Os testes foram negativos para a presença da bactéria causadora da febre maculosa (Rickettsia rickettsii). Entretanto, os carrapatos coletados no bairro São Joaquim e na avenida Raul Lopes foram identificados como sendo o “carrapato-estrela” (espécie Amblyomma sculptum) – potencialmente transmissor da febre maculosa.

O material genético da bactéria causadora da doença não foi detectado nos carrapatos nem nos animais hospedeiros, mas amostras de sangue de três cavalos do bairro Pedra Mole mostraram indicadores laboratoriais de contato prévio com a bactéria Rickettsia rickettsii (anticorpos da classe IGG),segundo informações do Cievs.

Até o presente, foram notificados 18 casos humanos suspeitos de febre maculosa em residentes em Teresina – mas nenhum foi confirmado (16 casos foram descartados e dois permanecem sob investigação). Entretanto, a identificação do carrapato transmissor e a presença de anticorpos no sangue de alguns equídeos na cidade acende um alerta para a possibilidade de introdução e transmissão da doença no estado, reforça Walfrido Salmito, diretor de Vigilância em Saúde da FMS.

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato-estrela ou micuim, caso esteja infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii. O carrapato-estrela não é o carrapato comum, que encontramos geralmente em cachorros. A espécie transmissora da doença pode ser encontrada em animais de grande porte (bois, cavalos, etc.), cães, aves domésticas, gambás, coelhos e especialmente, na capivara, explica Salmito

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM