Felicidade

24 de maio de 2019

 

Você é feliz?

A pergunta vem a propósito da confusão que muita gente faz sobre felicidade.

Algumas pessoas confundem felicidade com dinheiro, outras confundem com carro novo, com casa nova, mas ser superior não significa ser feliz.

Todos nós temos necessidades físicas e emocionais que precisam ser satisfeitas para alcançar a felicidade.

Felicidade é o estado de quem é feliz,  é uma sensação de bem estar e contentamento que pode ocorrer por diversos motivos.

A felicidade é um momento durável de satisfação, onde o indivíduo se sente plenamente feliz e realizado, um momento onde não há nenhum tipo de sofrimento.

Goethe, uma das mais importantes figuras da literatura alemã, ensina que não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.

Vários filósofos já estudaram e analisaram a felicidade. Para o grego Aristóteles, a felicidade diz respeito ao equilíbrio e harmonia praticando o bem; para o também grego, Epicuro, a felicidade ocorre através da satisfação dos desejos; Pirro de Élis também acreditava que a felicidade acontecia através da tranquilidade. Para o filósofo indiano Mahavira(Mávira), a não violência é um importante aliado para atingir a felicidade plena.

Os filósofos chineses também pesquisaram sobre a felicidade. Para Lao Tsé, a felicidade poderia ser atingida tendo como modelo a natureza. Já Confúcio acreditava na felicidade devido à harmonia entre as pessoas.

A ativista norte-americana Helen Keller, por sua vez, acha que quando uma porta da felicidade se fecha, outra se abre, mas costumamos ficar olhando tanto tempo para a porta que se fechou que não vemos a que se abriu.

Freud defendia que todo indivíduo é movido pela busca da felicidade, mas essa busca seria uma coisa utópica, uma vez que para ela existir, não poderia depender do mundo real, onde a pessoa pode ter experiências como o fracasso. Por isso, o máximo que o ser humano poderia conseguir, seria uma felicidade parcial.

Felicidade, define Mário Quintana, é como uma brincadeira do avozinho infeliz:

Quantas vezes a gente, em busca da ventura, procede tal e qual o avozinho infeliz:

Em vão, por toda parte, os óculos procura

Tendo-os na ponta do nariz!

Vinicius de Moraes tem outra definição:

A felicidade é como a pluma

Que o vento vai levando pelo ar

Voa tão leve

Mas tem a vida breve

Precisa que haja vento sem parar.

A felicidade é como a gota

De orvalho numa pétala de flor

Brilha tranqüila

Depois de leve oscila

E cai como uma lágrima de amor.

Traduzindo:

Tristeza não tem fim

Felicidade sim.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM