Novos horizontes

18 de junho de 2019

Tenha esperança de que logo o seu caminho será livre, que as suas escolhas poderão ser feitas de acordo com o que você acredita.

Mas saiba que não há segurança de que tudo será um mar de rosas, muito pelo contrário, com a independência surgem maiores responsabilidades, mas todas valem a pena por viver em paz e a seu modo.

Precisamos, nós brasileiros, descobrir novos horizontes. Precisamos descobrir novos caminhos.

Precisamos respirar novos ares, conhecer novos lugares, precisamos mudar a direção daquele caminho que nos trouxe ate aqui.

Limitações são fronteiras criadas apenas pela nossa mente, ensina-nos a sabedoria chinesa.

Precisamos avançar. E não devemos esquecer que sem a oposição do vento, a pipa não consegue subir.

Se novos horizontes estão surgindo, precisamos de persistência, precisamos  acreditar que tudo só depende única e exclusivamente de nossa capacidade. Precisamos apostar em nós mesmos e confiar na nossa força de luta.

O aprendizado é como o horizonte: não há limites. E a perseverança é a mãe do sucesso.

Tudo dará certo.

Não tenha medo do caminho que vai trilhar, apenas o trilhe e dê o seu melhor. 

Faça com que tudo valha a pena e que nada nesse mundo seja capaz de te parar. Use sempre o seu bom senso, a sua fé e bondade e assim tudo dará certo.

Se a vida nos proporciona desafios, precisamos estar preparados para enfrentá-los. Não só enfrenta-los, mas vencer a todos os desafios.

Não podemos nos acostumar.

Não podemos nos acostumar, principalmente com aquilo que nos prende ao presente e não permite que avancemos em direção ao futuro.

Se hoje temos algo que consideramos bom, não podemos acreditar que temos algo definitivo. Afinal, na vida só a morte é definitiva.

Mesmo com algo bom, temos que correr atrás de algo melhor. Conformar-se com o que se tem e não acreditar que podemos ter algo bem melhor mais à frente é perigoso.

Alguém já disse que o conformismo é uma das piores formas de morte em vida que você pode ter.

Acomodar-se é muito mais fácil do que tentar. Por isso, quando menos esperar, você pode se deparar com a triste certeza de que o seu tempo já passou.  Vale também para o desânimo. Nunca desanime.

Por isso nunca se acomode. Tente. Uma, duas, dez, cem, mil, um milhão de vezes se for preciso.

Tente, tente e tente.

Mas tente na certeza de que vai dar certo.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM