Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

Educação é a saída

1 de julho de 2019

O ex-líder sul africano Nélson Mandela, morto em dezembro de 2013, ressuscitou com força nas redes sociais.

E Mandela ressuscitou abordando um tema muito caro ao mundo todo, inclusive e principalmente ao Brasil.

Nélson Mandela acordou para lembrar que a educação ainda é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.

Mandela lembra que não está além do nosso poder a criação de um mundo no qual crianças tenham acesso a uma boa educação. Os que não acreditam nisso têm imaginação pequena, frase sempre repetida por ele durante toda a sua vida.

Façam com que todas as casas e todos os barracos se tornem um centro de aprendizado para nossas crianças.

Maior símbolo da luta contra o regime de segregação racial que separava brancos e negros na África do Sul, Mandela foi sempre defensor de um sistema educacional mais equânime e digno.

Não está além do nosso poder a criação de um mundo no qual crianças tenham acesso a uma boa educação. Os que não acreditam nisso têm imaginação pequena, repetia sempre.

Ninguém pode se sentir satisfeito enquanto ainda houver crianças, milhões de crianças, que não recebem uma educação que lhes ofereça dignidade e o direito de viver suas vidas completamente.

Mandela deixa um legado de defesa firme de uma educação de qualidade para todos, seja na cidade ou no campo, na escola ou na universidade.

Para ele, a educação era uma forma de empoderar e libertar as pessoas.

Mandela, um cidadão negro, um cidadão perseguido em seu pais por uma minoria branca no poder, em nenhum momento esqueceu que a educação é a base de tudo. Nunca esqueceu que sem educação não vamos a lugar nenhum; nunca esqueceu que o futuro de uma criança está na educação, está na escola.

O Brasil bem que poderia seguir o exemplo do falecido líder sul africano.

O governo brasileiro, em suas três esferas administrativas – federal, estadual e municipal – precisa acordar para a importância da educação de nossas crianças.

É preciso fechar essa porta que sempre se abre para a rua.

É por essa porta que abre para as ruas que nossos jovens estão saindo, estão saindo para a escuridão das drogas e do vício; estão saindo para o crime e para a morte.

Não há dúvida de que a educação é o bem maior de um país. A educação é a maior herança que o pai pode deixar para o filho. Não há nada que se compare à educação.

Quando as pessoas são alfabetizadas e o conhecimento, universalizado, um país desenvolvido e justo para todos se torna possível.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM