Gif sobre a atualização do site do detran pi.

Amor incondicional

5 de julho de 2019

Em algum momento você já parou um pouco para pensar sobre seus próprios pensamentos?

Pensar sobre os seus próprios pensamentos é o que podemos chamar de reflexão. E refletir é uma das coisas mais importantes na vida.

Refletir é pensar, aliás, é pensar e repensar.

Refletir é compreender, é aceitar, é meditar, é voltar-se sobre si próprio.

A reflexão – ensinam-nos os sábios – permite analisar, entender e a partir daí, conseguir solucionar problemas que muitas vezes consideramos impossíveis de solucionar, simplesmente pelo fato de não olharmos para o nosso interior.

Faça uma reflexão em sua vida, pergunte-se, por exemplo, se você exercita o amor incondicional.

Ao refletir, ao pensar e repensar você verá que o  amor verdadeiro é livre de ego, de vaidade, de querer atender a si mesmo.

O amor verdadeiro e incondicional é altruísta. Pensa no outro antes de si mesmo.

O amor incondicional é todo ouvido, todo coração, braços e mãos, pernas e pés. É todo olhos, sentidos. É inteiro naquilo que é.

O amor incondicional se entrega, não conhece o medo. Se o medo se aproxima, anula-o em função de algo maior.

O amor verdadeiro é coragem, é a força que anima a alma. O amor é alegria e não cansaço.

O amor verdadeiro, diz a terapeuta Fernanda Lopes, não é o que é por expectativas. Não é temporal. É permanência, fluidez. Não conhece a culpa. Conhece a desculpa, o perdão, porque é livre de julgamentos e condenações.

O amor verdadeiro aproxima, ao invés de afastar. Fala baixo, ao invés de gritar, porque a nada e a ninguém quer impor-se. O amor incondicional é mais ouvidos do que verbo. É mais gestos que palavras.

O amor verdadeiramente incondicional vai onde a necessidade está, onde há o vazio. Não escolhe, por vezes, aquilo que agrada a si mesmo, mas onde é útil o seu coração. Sabe que os excessos são prejudiciais e conhece as medidas certas de se doar, sem invadir o outro.

O amor incondicional transforma. É príncipe da tolerância e do respeito, guerreiro sem armas de fogo, força da suavidade e compaixão honesta, caridade profunda. Vai além de seus próprios problemas, porque reconhece que os outros também têm problemas.

Questione-se de suas expectativas mediante aqueles que você diz amar. Questione-se se você os ama somente quando o agradam; se você é capaz de amar quando ninguém é capaz de fazer o mesmo.

Pergunte-se se você é capaz de ser luz na escuridão, de sorrir quando o outro é agressividade; pergunte-se se sabe respeitar o livre arbítrio alheio, e não somente o seu e se é capaz de não impor a sua verdade e compreender a verdade alheia.

Como também nos ensina a terapeuta Fernanda Lopes de Luzia, experimente as dimensões de seu coração em sua totalidade. Afinal, quem acha fazer um favor  oferece um empréstimo. Quem ama incondicionalmente faz uma doação.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM