Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

A reforma protestante 

31 de outubro de 2019

Os evangélicos comemoram nesta quinta-feira, 31 de outubro, a data em que Martinho Lutero instituiu a reforma protestante, provocando o rompimento definitivo com a igreja católica.

Neste dia, o teólogo alemão Martinho Lutero se negou a reconhecer a autoridade e a infabilidade papal.

Além disso, passou a negar o culto aos santos e só aceitava os sacramentos do batismo e da eucaristia.

A Reforma de Lutero, segundo seus seguidores, praticamente acabou com a função do clero como ligação entre o crente e Deus. Esta vaga foi preenchida pela consciência humana. Os pensamentos e os atos de cada cristão deixavam de ser uma hierarquia eclesiástica.

Para Lutero, a liberdade de consciência significava concretamente que a consciência era prisioneira da palavra de Deus. Essa liberdade era para Lutero simplesmente a fé.

Lutero tinha uma maneira diferente de observar a vida e o comportamento humano à sua época.

“O coração do homem é como o mercúrio, tanto está aqui agora, como logo a seguir está noutro lugar, hoje assim, amanhã a pensar de outra forma”, dizia ele.

Lutero dizia que o mundo é como um camponês embriagado; basta ajudá-lo a montar sobre a sela de um lado para ele cair do outro logo em seguida.

É dele também a frase: A medicina cria pessoas doentes, a matemática, pessoas tristes, e a teologia, pecadores.

No seu modo peculiar de observar a vida, dizia que quem não for belo aos vinte anos, forte aos trinta, esperto aos quarenta e rico aos cinquenta, não pode esperar ser tudo isso depois.

A missão de Lutero continua muito além de seu tempo. Sua obra tornou a Bíblia mais acessível; a liberdade religiosa tornou-se importante; e muitas estruturas sociais discriminatórias foram abolidas.

Os que amam profundamente, jamais envelhecem; podem morrer de velhice, mas morrem jovens. O amor é a imagem de Deus, mas não uma imagem da vida. É, isto sim, a verdadeira essência de toda a natureza divina, que fulga em bondade.

Martinho Lutero queria apenas discutir os problemas na Igreja Católica, mas o que aconteceu  em 31 de outubro de 1517 mudaria para sempre a Alemanha, a Europa e o mundo cristão. Para entender a agitação que Lutero desencadeou com suas 95 teses, é preciso voltar à época em que ele viveu.

E não esquecer que as boas obras não tornam bom o homem, mas o homem bom pratica boas obras. As obras más não tornam mau o homem, mas o homem mau pratica obras más.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM