Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

Amai os vossos inimigos

26 de fevereiro de 2020

O carnaval se foi.

E com ele também se foi aquele período onde tudo é permitido, o período da irresponsabilidade total.

Agora só no ano que vem.

Hoje, quarta feira de cinzas, abre-se o tempo da penitência.

A quarta-feira de cinzas no mundo cristão é a data símbolo do dever da conversão e da mudança de vida.

Na quarta-feira, logo após o carnaval, deve-se recordar a fragilidade da vida humana, sujeita à morte.

Neste dia se proclama o trecho do Evangelho em que Cristo recomenda a oração, o jejum e a esmola como exercícios de conversão.

A conversão consiste, sobretudo, no reconhecimento de nossa condição de criaturas limitadas, mortais e pecadoras.

A conversão consiste em crer no Evangelho.

Crer é aderir a ele, viver segundo os ensinamentos de Jesus.

Já o jejum é o símbolo da nossa relação conosco, o que implica renúncia ou autodomínio.

A esmola, por sua vez, é a nossa doação aos outros.

Hoje é o dia da imposição das cinzas.

E as cinzas tem um significado muito importante para todos nós.

Com as cinzas aceitamos reconhecer nossa situação de pó e que ao pó da terra voltaremos.

Com as cinzas abrimos o período quaresmal.

Período quaresmal é aquele período de 40 dias antes da Páscoa, quando então voltaremos a viver a paixão e a morte de Jesus.

Nesse período que está começando é importante que se deixe de lado o egoísmo, o individualismo.

Devemos, sim, orar por todos, pedir por todos. 

Devemos pedir paz para o mundo inteiro e para todas as famílias, não apenas para a nossa.

Não podemos agir só em benefício próprio.

Devemos orar e ajudar aqueles que têm menos, aqueles deserdados da sorte, que muitas vezes não tiveram uma oportunidade na vida, que vivem nas ruas mendigando a caridade alheia.

Essas pessoas merecem nossas preces e pedidos e não a nossa indiferença.

Não podemos ser indiferentes a esta realidade que nos cerca e que muitas vezes nos acomoda.

Para o poeta português Fenando Pessoa,

Nunca amamos ninguém.

Amamos, tão-somente, a ideia que fazemos de alguém.

É a nós mesmos que amamos.

Mas nunca é tarde para se corrigir isso.

Jesus nos ensina que devemos amar nossos inimigos. É a ele, aos nossos inimigos, que devemos dirigir nossas preces.

Jesus ensinou: Amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, orai pelos que vos maltratam e perseguem.

Deste modo sereis os filhos de vosso Pai do céu, pois ele faz nascer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e faz chover sobre os justos e sobre os injustos.

Vale a pena refletir sobre isso.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM