Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

 O poder fascinante

28 de julho de 2020

Nicolau Maquiavel, o fundador do pensamento e da ciência política moderna, ensina que a política tem pelo menos duas caras. A cara que se expõe aos olhos do público e a cara que transita nos bastidores do poder. Dê o poder ao homem e descobrirás quem realmente ele é.

Maquiavel viveu em Florença entre 1469 e 1527 e já neste período conseguiu enxergar a política que iria se praticar por estas bandas nos tempos que  correm.

Quem chega ao topo do poder nunca quer descer. O poder é realmente fascinante.

Além de fascinante, o poder é dominador, é status; O poder é prazeroso e misterioso; o poder é deslumbrante e todos sonham ter o domínio sobre qualquer organização ou associação por menor que seja.

O poder como domínio do homem sobre o próprio homem ou de uma nação sobre a outra, do mais forte sobre o mais fraco, é fato incontestável.

É de Maquiavel a certeza de que a autoridade em si mesma é um atributo plenamente cobiçado por todos os entes do mundo.

Esta maratona existe desde o início da humanidade passando pelos mais diferentes períodos de desenvolvimento da história, E segue sendo transmitido este legado de geração em geração e continuará para sempre enquanto existir este mundo movido a concorrência para saber quem vai dominar uns aos outros.

O poder político, sem dúvida, é o poder mais fascinante entre os humanos.

Parece até que Maquiavel escreveu suas teses, seus pensamentos, olhando para um lugar bem distante da sua Florença natal, um distante lugar chamado Piauí. Seus exemplos, afinal, se encaixam com perfeição no que costumamos assistir por aqui.

No Piauí ninguém quer largar o poder.

Por aqui, temos gestores completando 16 anos de mandato, outros chegando lá. E outros tentando desesperadamente entrar neste ranking.

No Piauí, como diz Maquiavel, a fome dos humanos para alcançar o comando na sociedade transcorre sem exceções nas organizações sociais seja ela mínima ou máxima.

Sempre ocorrem às disputas para atingir o topo da supremacia.

O poder está ligado à natureza ambiciosa do homem.

Os que detêm esta investidura de mandatários tem sobre si a palavra final para sentenciar sobre a história dos indivíduos sob quaisquer circunstâncias.

Como tem o controle em suas mãos, goza de uma excitação que pode atingir o êxtase no esplendor para massagear seu ego e exercer seu controle sobre seu semelhante. Este tem o arbítrio e o prazer de mandar e desmandar na vida de uma coletividade, que ficam refém das decisões, às vezes sensatas ou insanas de um poderoso chefe.

Esse Maquiavel realmente sabia das coisas.

O piauiense que o diga.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM