Propaganda do Governo do Estado do Piauí

 A escolha

22 de setembro de 2020

O homem é livre para fazer suas próprias escolhas, mas é prisioneiro das consequências, ensinava o poeta Pablo Neruda.

Quer dizer: Você é livre para escolher o seu candidato, mas é responsável pelas  consequências de sua escolha.

É verdade.

Precisamos entender e aceitar que cada escolha tem lá suas consequências.

E geralmente são consequências sérias, que nem sempre atingem apenas você, autor da escolha.

Vivemos num país dominado pelo crime, dominado pela violência, onde não temos mais nem mesmo o direito de ir e vir consagrado na nossa constituição.

Tudo por culpa das escolhas que fizemos em determinados momentos da vida.

É esta a grande verdade.

Fizemos escolhas erradas no passado. Hoje temos absoluta certeza disso.

E por conta dessas escolhas erradas que fizemos estamos pagando um alto preço.

Ghandi, o grande líder indiano, dizia que o futuro dependerá daquilo que fazemos no presente.

Às vezes pensamos, ou temos a noção, de que o futuro é algo muito distante e abstrato, mas a verdade é que o futuro pode ser amanhã.

É, o futuro já é amanhã.

E se é assim, temos que nos preparar logo porque o futuro também é uma questão de escolha.

E por ser uma questão de escolha está em nossas mãos, depende apenas de nós.

Chico Xavier, médium brasileiro conhecido no mundo inteiro, disse certa vez que embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Então, já que não podemos voltar atrás, já que não podemos fazer um novo começo, vamos começar agora a fazer um novo fim, não só para o Brasil ou para o Piauí.

Vamos fazer um novo fim para nós mesmos.

E fazer um novo fim significa votar melhor, significa escolher melhor.

Votar melhor, escolher melhor não é tão difícil como se imagina.

A pessoa vota melhor e escolhe melhor quando deixa de lado seus próprios interesses.

A pessoa vota e escolhe melhor quando age na defesa de interesses comuns; quando age em defesa de sua comunidade, de sua rua, de sua cidade.

Escolhemos melhor quando pensamos nos interesses da população e deixamos de lado a nossa própria causa;

Enfim, votamos e escolhemos melhor quando pensamos no estado e no país.

Pesquise o histórico político, conheça o partido do candidato, conheça as propostas.

Vamos agir assim.

E que não esqueçamos nunca o recado do chileno Pablo Neruda: somos livres para fazer nossas escolhas, mas temos que pensar nas consequências.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM