Banner de Aniversário

Wilson Witzel, no Rio de Janeiro: “Se não houver rendição, tem de matar”

22 de agosto de 2019

Deu n’O Antagonista

Wilson Witzel disse para a Época:

“A sociedade ainda não entendeu que estamos numa guerra contra o terrorismo. A polícia tem de chegar para prender, se não houver rendição, tem de eliminar, tem de matar”.

A sociedade entendeu, sim.

Sobre sua candidatura presidencial, ele respondeu:

“Fui eleito com um discurso duro pela segurança. E o Doria já está mudando. Na cabeça dele, quer ir para o centro. Ele está querendo ser mais moderado. Eu não!”

 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM