Banner de Aniversário

Professores se negam a iniciar ano letivo por falta do rateio do Fundeb

4 de janeiro de 2022

A Prefeitura de Teresina pediu que fosse feita uma auditoria para apurar os valores gastos com os professores antes da lei que determina o rateio de 70% dos recursos do Fundeb com os servidores da educação. Os professores estão se negando a começar o ano letivo alegando que a Prefeitura não fez o rateio do Fundeb com a categoria.

Segundo o secretário de Finanças de Teresina, Robert Rios, em entrevista à Teresina FM 91,9, informou que houve mudanças na legislação, mas advertiu que antes da mudança a Prefeitura já pagava mais de 74% dos recursos do Fundeb aos professores. A nova lei determinou que seja pagou abono ou o 14º salário elevando de 60% para 70% os gastos com os professores e acrescentando os outros profissionais da Educação.

Robert Rios explicou que a auditoria vai verificar os valores aportados nos municípios e os valores dispensados para o pagamento dos servidores da Educação. “Se nós estivermos devendo, não tem problema, vamos pagar imediatamente. As nossas contas estão abertas para os professores e para qualquer um que quiser fazer auditagem”, frisou o secretário.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM