Gif sobre a atualização do site do detran pi.

Prefeitura quer reduzir gastos e a estrutura de saúde da capital

17 de novembro de 2022

A Prefeitura de Teresina constituiu um grupo de trabalho para estudar a redução do sistema de saúde da capital. A Prefeitura alega que carrega o sistema de saúde do Piauí nas costas. Segundo informações da Secretaria Municipal de Finanças, a prefeitura investe 43% do orçamento total do município em saúde, e atende pacientes do interior do estado e de outros estados. A reclamação é que a Lei de Responsabilidade Fiscal determina que seja aplicado no mínimo 15% da receita corrente liquida em saúde. Por aqui, está mais do dobro. E tem o agravante de não tem uma câmara de compensação pelo atendimento de pacientes de outras cidades e outros estados. E não pode se negar a atender nenhum paciente. No entanto, a ideia é reduzir a estrutura de saúde na capital, principalmente o hospitalar. A Prefeitura ainda reclama que o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) é uma carga somente para o município. “Fica tudo nas costas da Prefeitura. Quase metade do que se arrecada está sendo gasto com a estrutura de saúde e é um gasto progressivo. Só cresce. E o governo retirou parte de um repasse para a Prefeitura que compromete essa estrutura de saúde. Todos os gastos supérfluos que existiam já foram diminuídos. As despesas foram reduzidas onde foi possível”, comentou o vice-prefeito Robert Rios sobre a redistribuição do ICMS, que foi modificado pela Assembleia Legislativa

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM