Gif sobre a atualização do site do detran pi.

IFPI e UFPI ameaçam não iniciar o próximo semestre por falta de dinheiro

7 de dezembro de 2022

Os Institutos Federais e as Universidades Federais alegam que, se não houver uma reversão, não terão como início o período letivo de 2023.1. Nesse momento as instituições estão negociando com os fornecedores os pagamentos. O reitor do IFPI, Paulo Borges, afirmou que tenta um diálogo com a Equatorial Piauí para não cortarem o fornecimento de energia elétrica nos campi. São 20 unidades, com 2.500 servidores e cerca de 32 mil alunos em 54 cursos superiores de graduação, fora os profissionalizantes na área técnica. Segundo o reitor, nesse ano já foram realizados três bloqueios e um corte no orçamento da instituição. Ele destacou que foram realizados 70% do que foi planejado para este ano. Toda a estrutura de ensino está comprometida, segundo o reitor do IFPI. O que foi cortado da última vez foi algo em torno de R$ 4,2 milhões, no apagar das luzes de 2022. “Estamos negociando com todos para evitar parar tudo.  A falta de recursos compromete a energia, água, internet, servidores terceirizados, o alimento para os alunos, que é de graça; a bolsa dos alunos vulneráveis, que varia de R$ 140,00 a R$ 400,00. “Se não tiver uma providência efetiva até o dia 15, não teremos como anunciar a continuidade dos serviços e a abertura do próximo semestre. Se abrir em janeiro será sem restaurante, sem bolsa para os alunos, sem combustível, sem segurança”, frisou o professor Paulo Borges.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM