Banner de Aniversário
Gif sobre a atualização do site do detran pi.

Ônibus podem paralisar a partir de segunda em Teresina

20 de janeiro de 2023

Não existe solução fácil e nem mágica para problemas complexos. Há uma ação tramitando na 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública cobrando desde 2020 o reajuste tarifário e o equilíbrio financeiro do contrato que regulamenta o sistema de transporte público de Teresina. Nessa ação está sendo cobrado o repasse do pagamento da meia passagem, da integração e as gratuidades. A situação das empresas de ônibus é ruim e isso já tem algum tempo. Estão tendo dificuldades até para comprar óleo diesel e para pagar a folha dos trabalhadores do sistema mantendo a prestação do serviço de acordo com o contrato e as ordens de serviço emitidas pela Strans. O poder público já informou que pretende quebrar o contrato e fazer uma nova licitação de forma a ter um sistema mais eficiente e atendendo a demanda de passageiros com qualidade e um preço justo.  Mas, para o rompimento desse contrato deve ter uma causa e deve ter um contrato emergencial para não ficar o serviço até que se realize uma nova licitação. No primeiro momento o sistema funcionaria com ônibus alugados, numa quantidade menor, mas sem tanta reclamação já que os passageiros estariam circulando de graça, em pagar a tarifa, pois a Prefeitura de Teresina sugeriu implantar o programa tarifa zero, mas não informou ainda o modelo a ser adotado e nem como vai bancar esse benefício coletivo. Por enquanto, ainda não se tem uma solução, as reuniões começam a partir da segunda-feira e no primeiro dia já pode ser anunciado um movimento por parte dos trabalhadores do sistema, que ainda não têm garantia do pagamento do salário, do tíquete alimentação e do plano de saúde referente ao mês de janeiro.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM