Polícia

Cepisa e Greco identificam furto de energia até em presídios do Estado

A Cepisa e o GRECO deflagraram a primeira fase da Operação Recaída para combater o furto de energia elétrica. Em inspeção realizada numa indústria de […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 21/05/2019, 10:00

A Cepisa e o GRECO deflagraram a primeira fase da Operação Recaída para combater o furto de energia elétrica. Em inspeção realizada numa indústria de fabricação de sabão em Esperantina foi constatado furto de energia elétrica. Em Piracuruca, foi identificado o furto de energia numa cerâmica, que estava funcionando a plena carga. Mais o que mais chamou atenção foi um “gato” na penitenciária Irmão Guido, em Teresina, e na Casa de Albergado.

Técnicos da Cepisa/Equatorial identificaram uma ligação direta na penitenciária Irmão Guido

Os furtos de energia foram identificados pelos fiscais da Cepisa em vistoria aos locais informados. Os técnicos fizeram provas e acionaram a polícia, onde em vários casos autuaram os fraudadores em flagrante delito.

Segundo os técnicos da Cepisa acompanhados de policiais do Greco, identificaram desvio de energia na Penitenciária Regional de Teresina Irmão Guido. De acordo com a Cepisa/Equatorial, a ligação estava sendo feita direto na rede. O mesmo estava acontecendo também na Casa de Albergado.

Furto de energia foi constatado também na Casa de Albergado

De acordo com a inspeção, os dois conjuntos de medição instalados nas unidades foram violados e manipulados para burlar os registros de consumo.

Em Esperantina, as ferramentas utilizadas para realizar o furto foram esquecidas em cima do poste. O proprietário da Indústria, o ex-prefeito Lourival Bezerra, foi conduzido pelo Delegado e autoridades policiais presentes para a Delegacia do Município, onde foi autuado em flagrante pelo crime de furto de energia.  Ele pagou fiança de R$ 10 mil para ser liberado.

Na sede da fábrica do Sabão Retiro, em Esperantina, foi identificado o furto de energia

A prática do furto de energia elétrica traz prejuízo para a concessionária, para a coletividade, que arca com parte das perdas na tarifa, e para o estado, que não arrecada impostos para investir em saúde, educação e segurança.

Em Piracuruca, a Operação constatou de furto de energia em uma Cerâmica. O conjunto de medição instalado na unidade também foi violado para burlar os registros de consumo. O proprietário foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Piracuruca e está sendo autuado em flagrante pelo crime de furto de energia. A cerâmica estava funcionando à plena carga no momento da operação.

Em Piracuruca, o proprietário de uma cerâmica foi detido por furto de energia

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM