Polícia

Polícia deflagra três operações para prender empresários e mais 30 pessoas

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Divisão de Operações Especais da Polícia Civil deflagraram três operações hoje no […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 28/05/2019, 10:12

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Divisão de Operações Especais da Polícia Civil deflagraram três operações hoje no Piauí. As operações Cronos, Sal e Terra e Nulius visam combater grilagem de terra, homicídio, estupro e violência doméstica. Cerca de 60 policiais estavam cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão contra diversos alvos.

Segundo o delegado Matheus Zanatta, que coordena as operações, a operação Cronos está na segunda fase para combater grilagem de terras e foi deflagrada em Teresina, Parnaíba e Luís Correia.

Delegado Matheus Zanatta coordena as operações da Polícia Civil

Foram alvos dessa operação o empresário Luis Nunes Neto, genro do prefeito de Parnaíba, Mão Santa; o funcionário da Assembleia Legislativa, Madison Roger da Silva Lima, dentre outros como um capitão e um coronel da Polícia Militar, além do tabelião do cartório de Luís Correia, Manoel Barbosa. E um empresário da região de Picos também está envolvido.

Luís Neto foi secretário de Turismo em Luís Correia e foi considerado foragido pela Polícia

As demais operações, segundo o delegado, estão sendo realizadas em todo o país por determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública para cumprimento de mandados contra pessoas acusadas de homicídio, estupro e violência doméstica nos municípios de Oeiras, Parnaíba e Teresina.

A operação é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC). Pela manhã doze pessoas tinham sido presas.  Dentre os presos em Teresina, há um suspeito de pelo menos seis mortes.

“São suspeitos de homicídios, feminicídios, estupro de vulnerável, tráfico e roubo. Um deles suspeito de vários homicídios e de tráfico foi preso ainda em flagrante, porque foi encontrado com uma arma de fogo”, informou o delegado.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM