Banner de Aniversário

Geral

PF investiga fraude fiscal e previdenciária em 23 municípios do Piauí

Uma ação conjunta da Receita Federal, Ministério Público Federal e a Polícia Federal estão investigando fraudes fiscais e previdenciárias em 27 municípios dos estados do […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 10/07/2019, 13:58

Uma ação conjunta da Receita Federal, Ministério Público Federal e a Polícia Federal estão investigando fraudes fiscais e previdenciárias em 27 municípios dos estados do Piauí, Maranhão e Ceará. Segundo informações do delegado da Receita Federal, Eudimar Alves, o rombo com essas fraudes em dois chega a mais de R$ 80 milhões.

As investigações apuram desvios de recursos da Previdência em 23 municípios do Piauí nos anos de 2017 e 2018. A fraude era feita quando as prefeituras declaravam à Previdência que descontava e recolhia os impostos devidos pela folha de pagamento dos servidores, mas não repassava o dinheiro.

Agentes da Polícia Federal investigam as fraudes fiscais, tributárias e previdenciárias em 23 cidades do Piauí

A operação denominada de Fake News, por conta das informações falsas repassadas ao Fisco e a Previdência, foi coordenada de forma simultânea nos três estados para verificar as informações prestadas a Receita e ao INSS.

“Estamos verificando a veracidade das informações prestadas e a existência dos créditos informados, e se o montante informado é o real. Estamos monitorando esses municípios de forma permanente. Verificamos que esses créditos foram informados, mas não foram recolhidos”, comentou o delegado da Receita.

Delegado da Receita no Piauí, Eudimar Alves, disse que notificações foram feitas às prefeituras

Essa fraude fiscal e previdenciária pode ter perdurado no ano de 2019 e isso também vai ser averiguado. O Ministério Público Federal está ajuizando as ações cabíveis. Já foram realizadas as auditorias e agora, está na fase das intimações e correndo o prazo para as alegações.

Todo o processo deve estar concluído ainda neste mês de julho e devem ser lançados, depois da análise, na divida ativa da União e ainda os responsáveis pelas fraudes devem responder pelas ações criminais.

 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM