Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

Polícia

Segurança monta força-tarefa para combater roubos no Estado

A Polícia Civil lançou hoje (9) o programa de Combate ao Roubo, para intensificar as ações de investigação e prisão no Estado. Uma força-tarefa será […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 09/09/2019, 12:47

A Polícia Civil lançou hoje (9) o programa de Combate ao Roubo, para intensificar as ações de investigação e prisão no Estado. Uma força-tarefa será criada para combater roubos e furtos. A polícia pede que as vítimas registrem o Boletim de Ocorrência para que a investigação possa ser realizada.

O secretário de Segurança, Fábio Abreu, disse que cabe a Polícia Civil fazer a investigação de crimes e os pedidos de mandados de prisão, portanto, uma equipe será criada para investigar especificamente roubos e furtos. Ele alertou para as vítimas registrarem as ocorrências.

Programa de Combate ao Roubo foi lançado hoje na Secretária de Segurança

“O objetivo principal do programa é exatamente combater aquilo que mais incomoda as pessoas, que é o furto e o roubo. Para dar essa resposta, aqui vai ter um grupamento específico da Polícia Civil, que age quando acontecer o fato. Ou seja, estaremos catalogando esses dados e nós frisamos aqui para que as pessoas registrem os nossos B.O.. Nós vamos trabalhar em cima deles, e daí dar uma resposta”, explicou o secretário.

Os coordenadores do programa serão os delegados Sebastião Alencar e Matheus Zanatta. E com eles atuarão 45 investigadores, que poderão trabalhar nas horas de folga, e receber uma gratificação pelo trabalho.

“Esse tipo de crime é o que mais vem incomodando a população. É um crime que precisa ter maior repressão. A gente pode ter um exemplo, como os que nós já temos em delegacias que funcionam de uma forma mais eficiente, como por exemplo a DHPP, a Polinter, o Greco. Eles estão com o índice de resolutividade bem alta e estamos querendo justamente dar essa atenção maior às delegacias distritais de Teresina”, informou o delegado geral Lucy Keiko.

Fábio Abreu se articula com o delegado Lucy Keiko e delegado Sebastião Alencar

“Entendemos que esses roubos que são praticados diariamente em paradas de ônibus, de residências. Esses roubos são crimes graves, que além de trazer o prejuízo patrimonial, também gera danos psicológicos às vítimas. a maioria, quase a totalidade são praticados por esses indivíduos que cometem esses roubos pequenos de celular, bolsa, de pessoas que estão transitando pelas ruas de Teresina. Então esses pequenos delitos, que não são pequenos, tem que ser combatidos” finalizou o delegado.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM