Política

Lava Jato recebeu backup do sistema de controle de propinas da Odebrecht

A líder do Governo Bolsonaro no Congresso Nacional, Joyce Hasselmann (PSL/SP), informou que “a PGR recebeu do MP suíço o backup do Sistema Drousys, usado […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 27/06/2019, 08:11

A líder do Governo Bolsonaro no Congresso Nacional, Joyce Hasselmann (PSL/SP), informou que “a PGR recebeu do MP suíço o backup do Sistema Drousys, usado para organizar o pagamento de propina da Odebrecht. Os investigadores já conseguiram acessar o sistema, que servirá para corroborar todas as delações dos executivos do grupo”.

Segundo Joyce Hasselmann, frisou que esses dados tinham sido destruídos no Brasil e agora conseguiram junto a Justiça da Suíça um back up dos dados já  sem criptografia e com as chaves quebradas para o acesso das informações.

A líder do Governo, deputada Joyce Hasselmann, informou sobre os dados da planilha da Odebrecht

A líder do Governo afirmou que o ex-presidente Lula tinha R$ 40 milhões para despesas pessoais, bancadas pela Odebrecht; envolve ainda um terço dos senadores e um terço dos ministros do governo Lula. Ela ainda fala do pagamento de R$ 350 mil em espécie ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e que os dados ainda comprometem mais de 40 deputados federais. Fora os que já foram autuados pela Operação Lava Jato.

A descoberta do sistema foi o grande momento de virada para a Odebrecht: mesmo com a destruição do sistema no Brasil, a empresa deixou de lado a defesa debochada que adotava até então e passou a negociar a delação premiada que tornou-se a “delação do fim do mundo”.

Joyce Hasselmann informou que os dados foram encaminhados pela Justiça Suíça sem chaves de segredo

Para proteger os dados escondidos no sistema, um dos executivos da empresa jogou seu computador no mar, juntamente com o pen drive que continha o programa que permitia acessar o Drousys. Havia um backup na Suíça, mas dizia-se que não era mais possível acessá-lo em virtude da destruição de senhas.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM