Banner de Aniversário
Gif sobre o fundo estadual dos direitos da criança e do adolescente.

Política

Central do Servidor repudia a reforma e diz que proposta é imoral

Os servidores do Estado divulgaram um manifesto de repúdio à reforma da Previdência. A Pública Central do Servidor do Piauí elencou nove pontos em que […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 11/12/2019, 12:57

Os servidores do Estado divulgaram um manifesto de repúdio à reforma da Previdência. A Pública Central do Servidor do Piauí elencou nove pontos em que alegam que o Governo do Estado excede até as propostas do governo federal, quando o PT se posicionou contrária a reforma previdenciária proposta pelo governo Bolsonaro.

Os servidores consideram como imoral a proposta encaminhada pelo governador Wellington Dias à Assembleia Legislativa.

Servidores compareceram e repudiaram a proposta do governador Wellington Dias

Dentre os pontos elencados pelos servidores estão: 1) Todos os aposentados que ganham a partir de R$1.140,00 reais vão contribuir para a previdência em 14%; 2) Todos os aposentados e pensionistas que ganham acima de R$5.800,00 pagarão R$ 700,00 A MAIS de previdência, por mês; 3) O governador vai poder cobrar 13% EXTRA de todos os aposentados: isso significa DOBRAR sua contribuição previdenciária; 4) TODOS os servidores que se aposentarem antes dos 62 anos (mulher) e 65 anos (homem) perderão a integralidade e a paridade;

Os servidores foram impedidos de adentrar na Assembleia Legislativa e se concentram em frente ao prédio

O manifesto de repúdio à reforma da previdência ainda observa que : 5) Quem se aposentar por doença PERDERÁ a integralidade e a paridade; 6) O governador VAI PODER tirar o “abono permanência” de todos os servidores; 7) O governo VAI PODER jogar para o INSS, os servidores de autarquias e fundações; 8) O servidor que se aposentar antes dos 40 anos de contribuição NÃO VAI levar 100% do salário para a aposentadoria; e 9) As professoras terão que trabalhar 7 anos a mais para terem o direito à aposentadoria.

Em determinado momento houve um princípio de tumulto e a PM-PI foi convocada para conter os ânimos

Diante de tudo isso,  na nota divulgada os servidores públicos do Estado do Piauí exigem o respeito e o compromisso do governador e dos deputados com as milhares de famílias que os elegeram. Não aceitamos que uma matéria de tamanha importância, com gigantesco impacto nas vidas dos piauienses seja votada em “regime de urgência”.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM